Ribeira Grande apela a intervenção da PSP nos casos de vandalismo

Carregando o video...

 

Ricardo Rego / Luís Pedro Silva   Regional   31 de Ago de 2011, 12:27

Autarca da Ribeira Grande reconhece a falta de resposta adequada aos problemas sociais que dão origem a casos de vandalismo mas critica “permissividade da PSP”

O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande apelou a uma maior intervenção das forças de segurança pública nos casos de vandalismo que têm agitado a população das freguesias do concelho da costa norte de São Miguel.

Em declarações ao Açoriano Oriental, Ricardo Silva referiu-se ao vandalismo como um “problema contemporâneo que resulta de uma série de fenómenos sociais aos quais não têm sido dadas respostas atempadas e apuradas, como a pobreza, a toxicodependencia e o alcoolismo”.

Para o autarca, “tudo isto aliado a um tipo de actuação por vezes permissiva por parte da PSP, assim como a ausência de uma Justiça atempada fazem com que as autarquias e a população em geral fiquem vítimas e reféns destes problemas”, enquadra. Refém do vandalismo está, literalmente, a outrora lixeira da freguesia da Ribeirinha transformada, em 2001, em parque infantil e de lazer - o Parque do Moinho, na Avenida Fulgêncio Ferreira Marques.

A presença de indivíduos com problemas de toxicodependência está, diz o presidente, na origem do estado de degradação em que se encontra o espaço já que os sucessivos ataques ao mobiliário urbano, como candeeiros e parque infantil, levaram a que a autarquia adiasse, para data incerta, a requalificação do espaço.

“A Câmara deparou-se, neste caso concreto, com actos de destruição deliberada, consciente e voluntária o que anulou a nossa capacidade de reconversão, já que dava azo a novos actos de vandalismo. Assim sendo, optámos por deixar o jardim do modo como está, sem iluminação, até encontrarmos uma solução para o espaço que deve passar por introduzir postes de luz mais altos”.*

 

*Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de quarta-feira, 31 de Agosto de 2011.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.