Açoriano Oriental
Quatro detidos em três dias por violência doméstica nos Açores

A PSP dos Açores deteve entre sexta-feira e domingo quatro homens pela prática do crime de violência doméstica nas ilhas de São Miguel e Terceira, foi hoje anunciado.

Quatro detidos em três dias por violência doméstica nos Açores

Autor: Lusa/AO Online

No relatório da atividade do comando regional da PSP lê-se que no domingo foi “detido um indivíduo de 43 anos, pelo crime de violência doméstica”, na esquadra do concelho da Ribeira Grande, em São Miguel.

No dia anterior, na esquadra da Lagoa, São Miguel, um homem de 61 anos foi detido pelo crime de violência doméstica e em 23 de agosto um homem de 43 anos foi detido “pela suposta prática de crime de violência doméstica” em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

O relatório destaca ainda que em 21 de agosto, na esquadra de investigação criminal, um homem de 41 anos, arguido “no âmbito de um processo de violência doméstica”, ficou em prisão preventiva, após ter sido sujeito a um primeiro interrogatório judicial.

Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), em 2019, os Açores registaram a taxa de incidência de violência doméstica por mil habitantes mais elevada do país (4,1), seguido pela Região Autónoma da Madeira (3,3).

A menor taxa de violência doméstica registou-se em Beja (2,2), enquanto a média nacional foi de 2,8, segundo dados do RASI.

Em 2019, segundo o relatório da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), cerca de 42% dos homicídios em Portugal foram registados em contexto de violência doméstica.

O número de casos de violência doméstica durante o confinamento imposto pela pandemia da covid-19 aumentou até 60%, alertou o departamento europeu da Organização Mundial de Saúde em maio.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.