PSD/Açores diz que desemprego jovem revela “total falência” do governo socialista

PSD/Açores diz que desemprego jovem revela “total falência” do governo socialista

 

Lusa/Ao online   Regional   9 de Fev de 2019, 00:52

O líder do PSD/Açores, Alexandre Gaudêncio, criticou esta sexta feira os elevados números do desemprego jovem no arquipélago, que atingiram os 32% em 2018, considerando que estas estatísticas revelam a "total falência do Governo Regional", do PS.

"Um em cada três jovens está desempregado neste momento, o que para nós é sinónimo de total falência deste Governo Regional, que não está a saber capitalizar aquilo que se está a passar no resto do país e em toda a Europa", lamentou o líder dos sociais-democratas açorianos, em declarações aos jornalistas no encerramento das jornadas parlamentares do PSD/Açores, que decorreram na ilha do Faial.

Alexandre Gaudência garantiu que o seu partido irá apresentar "propostas credíveis" para combater o problema do desemprego nos Açores, e em especial do emprego jovem, de forma a que o PSD se transforme numa "alternativa credível" e possa "sair vencedor" nas eleições legislativas regionais de 2020.

Os transportes aéreos, marítimos e terrestres foram outros dos temas em análise nas jornadas parlamentares do PSD/Açores, em especial as obras previstas pelo Governo para a reestruturação do porto da Horta, que tem gerado contestação por parte de algumas forças locais, que temem que a obra possa pôr em causa investimentos futuros.

"O que nós exigimos é que não se cometam mais erros como aqueles que foram cometidos no passado", advertiu o líder do PSD/Açores, que esteve reunido com a Mesa do Turismo da Câmara do Comércio e Indústria da Horta e com o presidente do Clube Naval da Horta, instituições que contestam as obras.

Alexandre Gaudêncio explicou que o seu partido já requereu "uma série de elementos", ao Governo Regional e à empresa pública Portos dos Açores, que comprovem que a solução proposta para a requalificação do porto da Horta, por parte do executivo socialista, "é, de facto, a melhor solução".

O líder do PSD/Açores anunciou também que o seu partido decidiu retirar o debate de urgência que pretendia efetuar na próxima semana, na Assembleia Regional, relacionado com a suspensão de cirurgias programadas no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, devido à ausência no plenário do secretário regional da Saúde, Rui Luís, por motivos de doença.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.