Açoriano Oriental
Europeias
PS defende quotas de pesca ajustadas às necessidades

Candidato socialista ao Parlamento Europeu diz que vai defender em Bruxelas quotas ajustadas às necessidades da frota e dos pescadores

PS defende quotas de pesca ajustadas às necessidades

Autor: Rui Jorge Cabral

O candidato açoriano do PS nas eleições europeias do próximo domingo, 9 de junho, André Franqueira Rodrigues, comprometeu-se com a defesa da definição de quotas de pesca ajustadas às necessidades dos pescadores e das frotas açorianas.

Citado em nota de imprensa, André Franqueira Rodrigues, que ocupa o quinto lugar da lista nacional de candidatos socialistas ao Parlamento Europeu, falava após uma reunião com a Associação de Pescadores de Rabo de Peixe, onde destacou também a importância de uma mobilização em Bruxelas para a defesa das necessidades da pesca açoriana.

“Apesar desta ser uma competência exclusiva dos Estados-membros e da Comissão, no Parlamento Europeu seremos um elemento mobilizador de vontades na defesa de quotas que considerem as especificidades das nossas frotas e pescadores”, afirmou André Franqueira Rodrigues, citado em nota de imprensa.

O candidato açoriano do PS ao Parlamento Europeu abordou ainda a necessidade urgente de apoiar a renovação das frotas nas Regiões Ultraperiféricas (RUP), uma vez que, disse, “no próximo mandato, é fundamental procurar apoios para a renovação das nossas frotas, devido ao seu envelhecimento e às dificuldades em cumprir com os regulamentos europeus de segurança e higiene a bordo”.

André Franqueira Rodrigues destacou também a importância de garantir que os transportes apoiem na comercialização e rentabilização do pescado, especialmente em comunidades piscatórias pequenas e mais distantes, uma vez que “o Mercado Único não se fez só para os cidadãos do centro da Europa”.

Outro tema abordado por André Franqueira Rodrigues na reunião com a Associação de Pescadores de Rabo de Peixe foi a sustentabilidade ambiental do mar dos Açores, considerando que “a sustentabilidade tem de ser o justo equilíbrio entre as pretensões ambientais e a realidade das nossas comunidades piscatórias nos Açores”.

Por isso, o candidato socialista açoriano ao Parlamento Europeu considerou ser cada vez mais importante que “na definição de metas e práticas ambientais, como as Áreas Marinhas Protegidas, os pescadores, armadores e as suas associações sejam verdadeiramente ouvidos, envolvidos e devidamente compensados”.

Na defesa de um salário mínimo garantido para os pescadores, principalmente os de pequena escala, André Franqueira Rodrigues concluiu  afirmando que a garantia de um salário mínimo “é vital para a atratividade e renovação geracional no setor”, sendo esta “uma das linhas pelas quais o Partido Socialista se bate diariamente e, naturalmente, algo com o qual me irei bater também no Parlamento Europeu”.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados