Eleições Legislativas 2019

PS apela ao voto no partido para garantir a mobilidade

PS apela ao voto no partido para garantir a mobilidade

 

Carolina Moreira   Regional   3 de Out de 2019, 11:45

Isabel Almeida Rodrigues apela ao voto no PS para “garantir a mobilidade dos açorianos e a solidariedade para com a Região” e ataca visão do PSD

A candidata do PS/Açores à Assembleia da República, Isabel Almeida Rodrigues, apela ao voto no partido para “garantir a mobilidade dos açorianos e a solidariedade para com a Região” e ataca a visão do PSD.

“Ao longo dos últimos quatro anos tivemos uma visão da Autonomia que contrasta com a visão do PSD, quer a nível nacional, quando considera que os Açores não são fortuna nenhuma, quer a nível regional, quando defendem alterações ao modelo do subsídio social de mobilidade que na prática ferem de morte a liberalização tal como a conhecemos”, afirmou a candidata.

Isabel Almeida Rodrigues, que falava durante uma sessão pública que decorreu na Lagoa, salienta que “hoje também não sabemos o que pensa o PSD sobre esta matéria, nem se fez as contas certas, porque ao referir que antes pagavam 300 euros por uma passagem para os Açores é preciso dizer que esses 300 euros não tinham reembolso, contrastando com os 134 euros que pagam hoje os residentes ou com os 99 euros que pagam os estudantes”.

A candidata acrescentou ainda que, “ao contrário de outros, o PS não tem medo de assumir quando há coisas que não estão exatamente como nós queríamos, daí continuarmos a defender que o modelo precisa de ser aperfeiçoado”.

Para Isabel Almeida Rodrigues, também a solidariedade nacional que “conhecemos ao longo dos últimos quatro anos para com a Região” contrasta com o tratamento do anterior governo do PSD/CDS, quando “há uns anos atrás, em situações de calamidade precisámos de ajuda, ela foi-nos negada, contrastando agora”, a propósito da passagem do furacão Lorenzo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.