Sociedade

Programa Escolhas já chega a mais de 40 mil beneficiários


 

Lusa / AO online   Nacional   26 de Nov de 2007, 11:06

O Programa Escolhas, destinado a combater o abandono e o insucesso escolar entre crianças e jovens de risco, já chega a mais de 40 mil beneficiários, adiantou o ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira.
"A terceira geração do Programa Escolhas é uma fase com maior ambição, que tem mais investimento, onde passamos de cerca de 12 para 20 milhões de euros de investimento e chegamos a 71 concelhos, com 21 programas e 40 mil beneficiários", disse Pedro Silva Pereira, no final de uma visita a um projecto de inclusão social de crianças e jovens do Bairro do Armador, em Chelas, no âmbito do Programa Escolhas.

O ministro fez ainda uma avaliação positiva do programa "porque tem a particularidade de juntar o investimento do Governo, mas também uma vertente social, com a intervenção das freguesias e das escolas".

Quanto às dificuldades do programa, promovido pela Geração Adolescer - Associação para a Integração Psico-Social de Crianças e Jovens no bairro de Chelas, Pedro Silva Pereira esclareceu que passam sobretudo pelo abandono e insucesso escolar, realçando porém que se trata de "um projecto de maior ambição, que mobiliza mais técnicos e psicólogos".

Pedro Silva Pereira informou ainda que, de acordo com testemunhos das forças de segurança, este tipo de programas beneficia o clima no bairro.

Questionado sobre os atrasos dos tribunais de família nas decisões que envolvem crianças de risco, Pedro Silva Pereira remeteu o assunto para o ministro da Justiça, contudo lembrou que o Programa Escolhas "tem como prioridade chegar às crianças e aos jovens em condições económicas e sociais menos beneficiadas e está a fazê-lo".
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.