Açoriano Oriental
Processo para obra de recuperação do Porto de Vila do Porto

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas afirmou ontem que o procedimento para a execução das obras de reparação dos estragos causados pela passagem do furacão Lorenzo nos mantos e cabeça dos molhes do Porto Comercial e da Marina de Vila do Porto, em Santa Maria, deverá ser lançado até ao final deste ano, através da empresa Portos dos Açores.


Autor: Luís Pedro Silva

Ana Cunha, que falava depois de ter assistido à apresentação do estudo prévio para esta intervenção, adiantou que “a obra de reparação dos estragos passará agora a desenvolvimento do projeto de execução e prevê-se que o procedimento seja lançado até ao final do ano”, traduzindo-se num investimento estimado superior a 16,5 milhões de euros.

Ana Cunha visitou o Porto de Vila do Porto para se inteirar de outros investimentos ali realizados e em curso, como a reparação provisória da base dos pilares do cais de ferries, a substituição da cobertura da gare de passageiros e o recém-adquirido atrelado autopropulsor para embarcações, num total de mais de 440 mil euros.

Para Ana Cunha, o atrelado autopropulsor, que já se encontra ao serviço, “é inovador no sistema portuário da Região e permite uma otimização do espaço de parqueamento de embarcações de recreio e não só, por ser mais fácil de operar”, permitindo ainda que, “não só nas alturas de invernagem, se otimizem outros espaços do porto de forma mais eficaz, gerando mais receita para a Portos dos Açores, mas gerando também mais movimento para a ilha de Santa Maria”.

O novo equipamento vai permitir também a movimentação de ‘catamarans’.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.