Prevenção do cancro cutâneo motiva concurso de design


 

Lusa / AO online   Nacional   21 de Nov de 2007, 17:13

A Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo e algumas associações têxteis lançaram um concurso de design têxtil e de arquitectura para produtos que usem tecidos com protecção contra raios ultravioletas.
"São reais os perigos de uma exposição solar prolongada e desprotegida e, por isso, é necessário encontrar soluções reais, atractivas e modernas para evitar o cancro de pele", disse à agência Lusa o médico Osvaldo Correia, responsável pela Associação Portuguesa Contra o Cancro Cutâneo.

O concurso conta com a parceria do Centro Tecnológico da Indústria Têxtil e do Vestuário (Citeve), da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) e da Associação Selectiva Moda.

O objectivo é conseguir que "gente com talento use a imaginação para proteger as crianças e os adultos da exposição solar", referiu à Lusa Paulo Vaz, director da ATP.

À aposta nos têxteis técnicos (já são fabricados tecidos com protecção UV), médicos e especialistas em tecidos, querem acrescentar o design, não só na roupa mas também nos produtos têxteis usados na decoração de espaços e na "arquitectura têxtil".

"A roupa pode continuar a ser atractiva e sensual, com decotes, e pode, ao mesmo tempo, proteger dos raios ultravioletas", disse Manuel Serrão, da Associação Selectiva Moda.

A questão da moda, sobretudo feminina, é uma das maiores preocupações dos médicos que diariamente lidam com o cancro de pele.

"Até há vinte anos o melanoma mais frequente nas mulheres era nas pernas. Agora é no tronco", disse Osvaldo Correia.

Para além do concurso, vai também realizar-se uma campanha de sensibilização junto dos "adultos jovens" que terá início em Março de 2008.

Dividido nas categorias "têxtil e moda" e "mobiliário urbano e arquitectura", os organizadores do concurso gostavam também de ver aparecer projectos para coberturas de esplanadas e de estádios de futebol.

"Não faz sentido que se alerte para os perigos da exposição solar e depois se realizem torneios de ténis na hora de maior calor ou jogos de futebol de praia onde nem os desportistas nem o público estão protegidos", continuou o responsável pela Associação Portuguesa Contra o Cancro Cutâneo.

As inscrições para o concurso, individuais ou colectivas, devem ser feitas em www.citeve.pt

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.