Presidente do Governo anuncia mais de 280 novas casas a custos controlados em várias freguesias de São Miguel

Presidente do Governo anuncia mais de 280 novas casas a custos controlados em várias freguesias de São Miguel

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   14 de Nov de 2018, 15:30

O presidente do Governo dos Açores anunciou esta quarta-feira a construção de mais de 280 novas habitações em regime de custos controlados em várias freguesias da ilha de São Miguel, com o objetivo de ajudar, sobretudo, casais jovens a terem a sua casa.


“O objetivo é claro: ajudar famílias e, em especial, casais jovens a terem a sua casa”, afirmou Vasco Cordeiro, citado em nota de imprensa, depois de ter visitado o terreno na freguesia de São Vicente Ferreira onde serão construídas 31 destas novas moradias, no âmbito da visita de trabalho que o Governo está a efetuar a São Miguel.

 

Além deste loteamento em São Vicente, nos próximos 30 dias avançarão os concursos públicos relativos aos loteamentos dos Milagres, com 21 habitações, nos Arrifes, e das Candeias, com 24 fogos, na freguesia dos Fenais da Luz.

 

No total, e utilizando terrenos da Região, “estamos a falar de mais de 280 habitações em oito loteamentos distintos nas freguesias de São Vicente, Arrifes, Feteiras, São Roque, Fajã de Cima, Fenais da Luz, Santa Clara e, no concelho da Ribeira Grande, na Maia”, anunciou Vasco Cordeiro.

 

Por outro lado, o governo dos Açores está a ultimar a criação de um outro programa que visa, exatamente, recuperar habitações que já existem e que podem vir a ser disponibilizadas para dar resposta a esta necessidade de habitação.

 

De acordo com o presidente do governo, o crescimento da economia regional justifica que se recorra a este regime de Contratos de Desenvolvimento de Habitação (CDH), conhecidos por custos controlados, respondendo, por esta via, à necessidade de habitação em determinados locais da Região.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.