Política

Presidente da Protecção Civil acusa Artur Lima de se refugiar na condição de deputado


 

Lusa/AO online   Regional   18 de Nov de 2011, 20:36

O presidente do Serviço Regional de Protecção Civil dos Açores, Pedro Carvalho, acusou o líder regional do CDS/PP, Artur Lima, de “atacar pessoas e instituições, refugiando-se sempre na dupla qualidade de dirigente partidário e deputado”.
Pedro Carvalho, que falava numa conferência de imprensa em Angra do Heroísmo, assegurou o integral respeito do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) por ”todas as regras concursais estipuladas na lei” para a realização de investimentos, acrescentando que "seria fácil" ao líder regional do CDS/PP “ir directamente aos organismos que calúnia e, ‘in loco’, saber e ver como se processam os contratos”.

O presidente do SRPCBA reagia a acusações hoje formuladas por Artur Lima, segundo as quais a Protecção Civil contratou, entre Maio e Outubro, por ajuste directo “investimentos de 200 mil euros que não servem absolutamente para nada e são verdadeiramente escandalosos”.

“Hoje ficamos todos a saber que, para o líder do CDS/PP nos Açores, investir na segurança não serve absolutamente para nada”, afirmou Pedro Carvalho.

Na lista de investimentos contestados por Artur Lima e que, segundo alegou, não deveriam realizar-se num momento em que “se pedem sacrifícios”, constam, entre outros, a concepção do design gráfico de uma exposição itinerante, 'kits' de segurança para distribuição nas escolas e uma mostra sobre protecção civil em estabelecimentos escolares da região.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.