PPM quer transferir para o Corvo exemplares empalhados do boi-raça anã da ilha

PPM quer transferir para o Corvo exemplares empalhados do boi-raça anã da ilha

 

Lusa/AO Online   Regional   24 de Jun de 2019, 12:23

O PPM/Açores apresentou esta segunda-feira um projeto de resolução recomendando ao Governo Regional a transferência dos dois exemplares empalhados do boi-raça anã, atualmente em Ponta Delgada, para o espólio do Ecomuseu da ilha do Corvo.

Em nota enviada à imprensa, o PPM lembra que os dois exemplares da raça típica do Corvo - que se extinguiu em meados do século XX - estão atualmente no Museu Carlos Machado, na ilha de São Miguel.

A forma como o boi-raça anã adquiriu determinadas características mantém-se, diz o PPM, um mistério, nomeadamente a sua diminuta dimensão: esta raça bovina atingia apenas um quarto do tamanho das raças da atualidade.

O PPM, que tem Paulo Estêvão como deputado único no parlamento dos Açores, lembra que a diretora da Cultura do executivo, Susana Goulart Costa, anunciou que se está a "poucos dias" da inauguração do edifício "Museu do Tempo", que integra o Ecomuseu da ilha do Corvo, o primeiro projeto museológico desenvolvido na ilha do grupo ocidental.

Nesse sentido, frisam os monárquicos, "estão criadas as condições para transferir para a ilha do Corvo os dois exemplares empalhados do boi-raça anã" que atualmente compõem o espólio do Museu Carlos Machado.

"A presença, nas instalações do Ecomuseu da Ilha do Corvo, dos dois exemplares empalhados da ancestral raça bovina da ilha do Corvo tem inegável interesse e constituirá um excelente veículo de promoção do projeto museológico em referência. A perspetiva passa também por valorizar e melhorar a qualidade dos materiais interpretativos e o contexto em que passará a ser possível ver os derradeiros exemplares da raça bovina da ilha do Corvo", destaca o PPM.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.