Açoriano Oriental
POSEI deve ser instrumento para premiar excelência

António Almeida, deputado do PSD na Assembleia Legislativa Regional e especialista no setor agricultura, defende a articulação entre a agricultura, o turismo e o ambiente e que o POSEI deveria premiar quem produz com excelência, assim como benefícios fiscais para quem crie diferenciação

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Ana Carvalho Melo

Tem vindo a defender uma visão integrada da Agricultura, do Turismo, do Ambiente numa lógica em que cada setor pode beneficiar o outro. Em concreto o que é que defende nesta articulação entre estes três setores?


No nosso entendimento a agricultura já não pode ser vista numa perspetiva isolada. A agricultura deixou de ser apenas um setor de produção de alimentos, sendo responsável pela gestão da paisagem, pelo ambiente, pela ligação que faz ao turismo, por causa da gastronomia ou do património edificado. Razão pela qual nós temos defendido que se deve pensar na agricultura numa perspetiva de um triângulo integrado: agricultura, turismo e ambiente. Isto porque o turismo precisa da agricultura, o ambiente precisa da agricultura e a agricultura só poderá ser valorizada se utilizar o turismo como instrumento de valorização e de promoção e incorporar os valores do ambiente para também acrescentar valor ao rendimento dos agricultores e de toda a cadeia de produção e de agroindústria, porquanto essa ligação será no futuro a única que vai fazer acrescentar valor à economia regional, aos agricultores e às agroindústrias de forma indireta.


Pode ler a entrevista na íntegra na edição desta segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020, do jornal Açoriano Oriental



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.