Ponta Delgada vai reduzir vereadores a tempo inteiro

Ponta Delgada vai reduzir vereadores a tempo inteiro

 

LUSA/AOnline   Regional   4 de Ago de 2012, 21:25

O presidente da Câmara de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, afirmou hoje que vai reduzir o número de vereadores a tempo inteiro no executivo municipal, numa medida que visa a contenção de custos.

“É um sinal que queremos dar”, afirmou José Manuel Bolieiro, acrescentando
que a nova vereadora social-democrata que assumirá funções na segunda-feira,
Fernanda Rego Ponte, “não ficará a tempo inteiro”, pelo que “não terá pelouro
atribuído”.

José Manuel Bolieiro, que assumiu a 01 de agosto a presidência da Câmara de
Ponta Delgada na sequência da renúncia de Berta Cabral, preside na segunda-feira
pela primeira vez à reunião do executivo municipal.

Para o autarca social-democrata, além da redução de custos, a diminuição do
número de vereadores a tempo inteiro, obrigará a uma “maior produtividade”
daqueles a quem foram atribuídos pelouros.

O executivo municipal de Ponta Delgada conta com nove elementos, dos quais
seis foram eleitos pelo PSD e três pelo PS.

O presidente da autarquia tem a seu cargo a Divisão Administrativa e
Financeira, a Secção de Expediente Geral, a Secção de Contabilidade, os serviços
municipalizados e as empresas municipais.

O vereador Alberto Leça é responsável pela Divisão de Apoio às Freguesias e
pelo Serviço Municipal de Proteção Civil, tendo ainda a tutela operativa do
Cemitério Municipal e o Planeamento da Proteção Civil, enquanto Luísa Magalhães
tem competências nas áreas de Recursos Humanos, Divisão de Informação
Geográfica, Divisão de Planeamento e pelouro do Ambiente, que inclui os Serviços
de Higiene e Limpeza e Zonas Balneares, Mercado Agrícola da Graça, Canil
Municipal, Informática e Sistema de Gestão Documental.

José Manuel Medeiros tem competências nas obras municipais e nas
infraestruturas viárias, assumindo ainda a Divisão de Gestão Urbanística e a
Divisão de Fiscalização, além do licenciamento de empreendimentos turísticos e
de restauração e bebidas.

Por seu lado, o vereador José Andrade assume as áreas da Cultura, Desporto e
Ação Social, além ser o representante do município na Associação Regional para o
Desenvolvimento (ARDE).

A vereadora Fátima Rego Ponte é a única do PSD que não terá pelouros
atribuídos, tal como acontece com os vereadores José San Bento, Sónia Borges de
Sousa e Bruno Pacheco, eleitos pelo PS.

Numa mensagem dirigida a todos os trabalhadores do município no dia em que
assumiu a presidência do executivo, José Manuel Bolieiro salientou que as atuais
dificuldades financeiras e económicas obrigam a um “desafio à inteligência e
capacidade” para fazer “o máximo possível”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.