“Políticas sociais de apoio aos menos favorecidos como forma de contribuir para uma maior coesão e justiça social fazem partre do ADN socialista", diz Isabel Rodrigues

“Políticas sociais de apoio aos menos favorecidos como forma de contribuir para uma maior coesão e justiça social fazem partre do  ADN socialista", diz Isabel Rodrigues

 

AO Online   Regional   4 de Ago de 2019, 12:42

Isabel Almeida Rodrigues, acompanhada pelas candidatas Lara Martinho e Sofia Lima, falava após ter reunido com a União Regional das Instituições Particulares de Solidariedade Social dos Açores, na ilha Terceira.

“Depois de um ciclo muito penoso de austeridade, em que os portugueses foram punidos por políticas muito gravosas, em que milhares de famílias foram deixadas à sua sorte, foi possível com o PS, nestes últimos quatro anos, inverter a trajetória e reduzir em mais de 380 mil o número de pessoas em privação material severa”, referiu a candidata do PS/Açores.

Numa nota enviada à redação do Açoriano Oriental os socialistas referem que "Este percurso de recuperação e de retoma da confiança num Portugal melhor, permitiu também o aumento anual das pensões de reforma, das prestações sociais e do abono de família, além de ter sido ainda possível avançar com a proibição das penhoras de casa de morada de família pelo fisco e a suspensão do despejo dos inquilinos idosos ou com deficiência. Ainda durante esta última legislatura, e fruto da governação do PS, foram aumentados os apoios sociais a cerca de 8.400 açorianos com uma majoração de 2% nos apoios referentes à proteção social na maternidade, paternidade e adoção".

“Hoje, colocam-se ainda muitos desafios, que passam por adaptar a segurança social aos desafios do envelhecimento, por promover uma cidadania sénior ativa e empenhada, garantir a qualidade de vida na terceira idade, e a criação de uma estratégia nacional de combate à solidão”, referiu a candidata.

O PS Açores adianta, ainda que neste desafio de construção de uma sociedade com mais igualdade de oportunidades, mais coesa e justa, Isabel Almeida Rodrigues realçou o trabalho desenvolvido em parceria com as Instituições Particulares de Solidariedade Social: “as IPSS são aliadas indispensáveis no desenvolvimento de políticas ativas de proteção e salvaguarda dos nossos cidadãos idosos, mas também na área da proteção da infância e da juventude. O trabalho desenvolvido por estas instituições é decisivo e fundamental e merece o reconhecimento de todos”.

Para além do muito que já foi feito e do que ainda há para fazer, Isabel Almeida Rodrigues considera ainda que “face à dimensão dos desafios que se colocam, a cooperação entre Governo Regional e a República é decisiva conforme estes últimos anos demonstram, para termos Mais Açores e Mais Portugal”, referiu a candidata do PS/Açores às eleições Legislativas de 06 de outubro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.