Plataforma de Cidadania acredita que "está lançada semente" de cidadania


 

Lusa/AO online   Regional   14 de Out de 2012, 22:46

A Plataforma de Cidadania, coligação formada pelo PPM e PND para as eleições regionais nos Açores, lamentou este domingo não ter conseguido a eleição de nenhum deputado, mas garantiu que "está lançada a semente para manter de pé" o movimento cívico.

“Não foi conseguida a eleição de um deputado, mas vamos continuar. A Plataforma lançou a semente”, frisou Rui Simas, que foi o cabeça de lista pelo círculo de S.Miguel, em declarações à Lusa.

Rui Simas voltou a classificar de "muito positiva" a campanha da Plataforma no terreno, mas lamentou "alguma dificuldade em passar a mensagem na comunicação social como movimento novo".

“Foi uma luta desigual, mas as pessoas acolheram a nossa mensagem”, acrescentou Rui Simas.

A Plataforma de Cidadania reuniu os apoiantes do PND e do PPM em oito ilhas do arquipélago. No Corvo, foi o PPM concorreu isolado, com o apoio do PSD.

O PS ganhou hoje as eleições regionais açorianas, com maioria absoluta dos deputados eleitos no Parlamento Regional. A Plataforma de Cidadania obteve 1.064 votos, que correspondem a 0,99 por cento, ficando em nono lugar entre os 12 partidos concorrentes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.