Cimeira de Copenhaga

Perspectivas de Portugal cumprir Quioto são "elevadas"

Perspectivas de Portugal cumprir Quioto são "elevadas"

 

Lusa / AO online   Nacional   2 de Dez de 2009, 11:47

O especialista em Ambiente Filipe Duarte Santos defendeu esta quarta-feira que as perspectivas de Portugal cumprir o protocolo de Quioto de redução das emissões de gases poluentes "são elevadas", mas "vai ser necessário recorrer aos chamados mecanismos de Quioto".
Os mecanismos de flexibilidade permitem aos países compensar o excesso de emissões através da compra de "créditos" no Fundo de Carbono ou do financiamento de projectos ecológicos em países em desenvolvimento.

"No conjunto dos países da União Europeia (UE), não seremos daqueles que estão numa posição mais confortável para cumprir o protocolo de Quioto, mas também não somos daqueles que estão numa posição mais difícil", referiu, dando o exemplo de Espanha, Irlanda, Dinamarca ou Itália.

Apesar destes casos, Filipe Duarte Santos estima que a UE vai reduzir as suas emissões em oito por cento, como estabelecido no protocolo de Quioto.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.