Ambiente

Perdas devido a desastres naturais podem triplicar


 

Lusa/AO online   Internacional   11 de Nov de 2010, 17:26

As perdas anuais decorrentes de desastres naturais podem triplicar, para 185 mil milhões de dólares (135 mil milhões de euros), no final do século, ainda sem incluir o impacto das alterações climáticas, conclui um relatório divulgado esta quinta-feira.
O estudo do Banco Mundial e da Organização das Nações Unidas (ONU) refere que as alterações climáticas poderão implicar um acréscimo de 28 a 68 mil milhões de dólares (20 a 50 mil milhões de euros) àquele valor devido aos estragos causados em cada ano pelos ciclones tropicais.

O número de pessoas expostas a tempestades e terramotos em cidades poderá duplicar para 1,5 mil milhões em 2050, acrescenta o trabalho.

Com o título "Riscos Naturais, Desastres Não-naturais: A Economia da Prevenção Efectiva", o trabalho das duas instituições internacionais dirige-se principalmente aos ministros responsáveis pelas Finanças em todo o mundo com a mensagem "a prevenção paga-se, mas nem sempre temos de pagar mais pela prevenção".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.