Açoriano Oriental
Pelo menos 14 mortos em ataque 'jihadista' no Burkina Faso

Pelo menos 14 civis foram mortos em Diblou, uma aldeia no norte do Burkina Faso, num ataque perpetrado na quinta-feira à noite por "cerca de 20 indivíduos armados" descritos como 'jihadistas', indicaram fontes locais citadas pela AFP.


Autor: Lusa/Ao online

"Na quinta-feira à noite, um grupo de cerca de 20 indivíduos atacou a aldeia de Diblou, provocando pelo menos 14 mortos", disse fonte ligada à segurança.

Um primeiro balanço dava conta de sete mortos, mas acabou por ser revisto em alta depois da descoberta de novos corpos na sexta-feira, afirmou a mesma fonte, acrescentando que há ainda vários desaparecidos, possivelmente pessoas que fugiram da aldeia.

"Os terroristas (jihadistas) queimaram lojas e motocicletas. Quase todo o mercado foi saqueado", contou um habitante local, adiantando que a população fugiu para localidades vizinhas.

O Burkina Faso tem registado nos últimos quatro anos ataques 'jihadistas' recorrentes e cada vez mais frequentes. Desde 2015 já fizeram cerca de 500 mortos.

Inicialmente estes ataques tinham lugar no norte do país, mas acabaram por estender-se a outras regiões, nomeadamente a leste, na zona de fronteira com o Togo e o Benim.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.