Mundial2014

Paulo Bento rejeita mexer no onze e promete atacar na Suécia

Paulo Bento rejeita mexer no onze e promete atacar na Suécia

 

Lusa/AO Online   Futebol   19 de Nov de 2013, 06:44

O selecionador português de futebol descartou a possibilidade de mexer no onze no jogo desta terça-feira com a Suécia, rejeitando que Portugal se vai limitar a defender na segunda mão dos play-offs de qualificação para o Mundial2014.

 

Paulo Bento avisou que o resultado de 1-0 trazido de Lisboa, graças ao golo marcado pelo avançado Cristiano Ronaldo aos 82 minutos, "não é uma vantagem confortável" e que os suecos ainda podem ter uma palavra a dizer, revelando que tem treinado a marcação de grandes penalidades desde terça-feira passada.

"Nem nós estamos à espera de grandes mudanças na equipa da Suécia, nem a Suécia estará à espera de grandes alterações na nossa equipa", assinalou o treinador durante a conferência de imprensa realizada no estádio Friends Arena, em Solna, palco do encontro de terça-feira, com início às 20:45 horas (19:45 em Lisboa).

Paulo Bento reafirmou que a estratégia da equipa lusa "passa por tentar ganhar o jogo" e destacou a "importância de marcar" um golo, que deixaria os escandinavos na obrigação de concretizar três para evitar a eliminação, mas preveniu que não está "obcecado" com o momento em que isso acontecerá.

"Se tentarmos ganhar o jogo estaremos muito mais perto de passar este ‘play-off' e carimbar o passaporte para o Brasil do que se pensarmos apenas em defender o resultado. A atitude que tivemos no jogo de sexta-feira... tenho a clara convicção que vamos mantê-la amanhã [terça-feira]", assegurou, lembrando que Portugal "marcou golos em 20 dos 24 jogos oficiais".

O técnico espera uma seleção sueca fiel ao estilo de ataque direto e, apesar de reconhecer que isso pode levantar alguns problemas e que Portugal poderá passar por "momentos adversos" no jogo, manifestou-se confiante que a equipa nacional saberá "reagir e inverter a situação" e nunca estará "remetida à sua área".

"Quanto mais perto estivermos da nossa área, mais perigoso se torna o adversário. Do ponto de vista físico, são muito fortes no jogo aéreo e algumas vezes teremos de estar no nosso último terço. Mas queremos passar o menos tempo possível nessa zona e para isso e preciso ter a bola a saber o que fazer com ela", sentenciou.

O selecionador português espera que Cristiano Ronaldo seja novamente alvo de marcação cerrada por parte dos nórdicos, em especial depois do golo marcado no Estádio da Luz, mas pensa aproveitar essa preocupação excessiva por parte dos suecos para conseguir libertar outros jogadores para tentar marcar.

Tal como o selecionador sueco, Erik Hamrén, que treinou hoje a marcação de grandes penalidades e disse acreditar que essa poderá ser a fórmula para encontrar o vencedor da eliminatória, também Paulo Bento está prevenido para essa hipótese, revelando que trabalha esse tipo de lances desde o segundo dia de estágio.

Nem a "estrela" sueca, Zlatan Ibrahimovic, nem o facto de o estádio, que está dotado de uma cobertura amovível e pode ficar totalmente fechado devido às baixas temperaturas, tiram o sono ao técnico, nem mesmo a possibilidade de ficar sem trabalho caso Portugal seja eliminado.

"Não preciso de colocar o meu lugar a disposição porque a federação tem uma cláusula desde o início segundo a qual quando o objetivo não tiver sido concretizado pode fazê-lo [demitir o treinador]. Por isso não me preocupa. Dormirei descansado", explicou.

Para Paulo Bento, a crise que atinge Portugal funciona com "mais um fator de motivação" para os jogadores, no sentido de, "num momento difícil para o país - e não que o futebol resolva todos os problemas -, ajudar a quer as pessoas sejam mais felizes".

Portugal defronta na terça-feira a Suécia, no estádio Friends Arena, em Solna, em jogo da segunda mão dos "play-off" da zona europeia de qualificação para o Mundial2014, com início às 20:45 (menos uma hora em Lisboa), que será arbitrado pelo inglês Howard Webb.

O vencedor da eliminatória apura-se para a fase final do Campeonato do Mundo de futebol de 2014, que se vai realizar no Brasil, entre 12 de junho a 13 de julho.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.