Passos Coelho diz que não volta a conversar a sós com José Sócrates

Passos Coelho diz que não volta  a conversar a sós com José Sócrates

 

Lusa/AO Online   Nacional   25 de Set de 2010, 08:12

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje aos jornalistas em Ponta Delgada, Açores, que não voltará a reunir com José Sócrates sem que estejam na sala outras pessoas que possam “testemunhar” a conversa.

“Foi com muita estupefação que ouvi a reação do primeiro ministro e nunca pensei ter que dizer o que vou dizer, que não haverá nenhuma outra ocasião no futuro em que o líder do PSD volte a conversar em privado com o primeiro ministro sem que existam outras pessoas que possam testemunhar a conversa”, frisou o líder social democrata.

Passos Coelho referia-se à reação de José Sócrates sobre a existência de condições prévias nas conversas que mantiveram para encontrar soluções para ultrapassar a atual crise.

O presidente do PSD escusou-se a fazer mais comentários sobre o assunto, alegando que “as pessoas já estão suficientemente assustadas e desorientadas com o que se tem vindo a desenvolver à volta da questão da crise económica e do OE”, reafirmando apenas que “o PSD entende que um bom orçamento para o país deve ser conseguido sem penalizar mais as pessoas”.

“São as pessoas que estão a pagar mais impostos, não é justo que o Estado as queira penalizar com mais impostos porque não faz o que devia fazer, que era emagrecer as despesas do Estado", afirmou.

Passos Coelho salientou que “é o governo que está a governar, é o governo que tem que dizer como é que quer cortar a despesa pública”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.