Açoriano Oriental
Parlamento alemão retira imunidade a deputado de extrema-direita

A câmara baixa do parlamento alemão (Bundestag) retirou a imunidade do deputado de extrema-direita Alexander Gauland, no âmbito de uma investigação sobre alegadas irregularidades fiscais.

article.title

Foto: EPA/HAYOUNG JEON
Autor: Lusa/AO Online

Gauland é líder do grupo parlamentar e co-líder do partido populista de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD) e os deputados tomaram a decisão após um pedido da procuradoria de Frankfurt para que fosse permitida a realização de “buscas e apreensões ordenadas por um tribunal”.

A revista alemã Der Spiegel indicou que os procuradores estão a investigar se Gauland, 78 anos, falhou na declaração dos seus impostos.

A maior parte do grupo parlamento da AfD absteve-se e os outros cinco grupos votaram de forma unânime a favor.

Segundo o jornal Potsdamer Neuen Nachrichten, a polícia realizou logo depois uma busca numa morada de Gauland em Potsdam, perto de Berlim.

A investigação contra Gauland é diferente da que está a ser alvo a sua colega da AfD Alice Weidel, relativa a possíveis financiamentos ilegais do partido, negados pela deputada.

O porta-voz parlamentar da AfD, Christian Luth, assegurou que o objeto da investigação da procuradoria de Frankfurt é “uma falha na declaração da renda”, um “mero ato administrativo”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.