Países desenvolvidos devem "agir agora e com audácia"


 

Lusa/AO online   Economia   9 de Set de 2011, 11:05

Os países desenvolvidos devem agir "agora e com audácia" para relançar as respectivas economias, afirmou hoje a directora-geral do FMI, Christine Lagarde, antes do início de uma reunião do G7 em Marselha, sudeste da França.
"A mensagem chave que quero transmitir hoje, é que os Estados devem agir agora e agir com audácia" porque a economia mundial "atravessa uma fase cheia de perigos", declarou Lagarde durante um discurso no instituto Chatham House em Londres.

A directora-geral do Fundo Monetário Internacional também saudou hoje o plano de 447 mil milhões de dólares a favor do emprego a favor do emprego nos Estados Unidos apresentado na véspera pelo presidente norte-americano, Barack Obama.

“Saudamos as propostas do presidente Obama, que se concentram no apoio ao crescimento e à criação de empregos a curto prazo”, afirmou Lagarde.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.