Orçamento Participativo dos Açores recebeu mais de 550 propostas

Orçamento Participativo dos Açores recebeu mais de 550 propostas

 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Mai de 2019, 18:15

A segunda edição do Orçamento Participativo dos Açores recebeu mais de 550 propostas, mais 225 do que no ano anterior, com ideias nas áreas da Juventude, Turismo, Cultura, Inclusão Social e Ambiente.

Entre 22 de fevereiro e 30 de abril, o Governo Regional dos Açores recebeu 552 propostas, envolvendo mais de um milhar de cidadãos, incluindo jovens a partir dos 14 anos, explica uma nota enviada pelo executivo.

O vice-presidente do governo açoriano “congratulou os açorianos pela forte adesão ao Orçamento Participativo dos Açores, que promove a democracia participativa e o envolvimento dos cidadãos na tomada de decisão sobre a aplicação de verbas públicas”.

Na nota, o governo regional salientou ainda que, “tal como na edição anterior, [os açorianos] sugeriram, de forma fácil e direta, ideias de investimento público a executar pelo executivo nas nove ilhas do arquipélago”.

Nesta primeira fase, em que é feita a recolha das ideias que serão sujeitas a análise técnica, 401 propostas foram apresentadas durante os 38 encontros participativos que se realizaram em todos os concelhos da região e que envolveram cerca de 1.700 pessoas, tendo as restantes 151 propostas chegado através do site do OP Açores.

Das propostas apresentadas, 251 dizem respeito à área da Juventude, 92 ao Turismo, 72 à Cultura, 71 à Inclusão Social e 66 ao Ambiente.

O Orçamento Participativo dos Açores, lançado no ano passado, tem, este ano, as novidades de passar a incluir a área da Cultura e de ser possível apresentar propostas regionais, e não apenas de ilha, como acontecia na primeira edição, sendo permitido que os cidadãos votem em duas propostas, uma de âmbito regional e outra de âmbito de ilha.

As ideias separam-se em 124 de âmbito regional e 428 de ilha, das quais 153 se referem a São Miguel, 64 à Terceira, 60 ao Pico, 41 a São Jorge, 33 ao Faial, 27 às Flores, 26 à Graciosa, 16 a Santa Maria e oito ao Corvo.

Também as verbas alocadas para o projeto foram revistas, estando agora previsto um milhão de euros para a concretização das propostas vencedoras, o que representa um aumento de 300 mil euros em relação à edição de 2018.

As 552 propostas vão ser submetidas a uma análise técnica, conduzida pelos departamentos do Governo Regional com competência nas matérias, até final de junho.

As listas provisórias das propostas que seguem para votação serão divulgadas em 01 de julho.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.