Obras de requalificação da frente mar da cidade da Horta prontas a avançar

Obras de requalificação da frente mar da cidade da Horta prontas a avançar

 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Ago de 2018, 09:23

A Câmara Municipal da Horta assinou o auto de consignação da primeira fase da obra de requalificação da frente-mar da cidade, investimento que tem como objetivo transformar toda a zona marginal.

"O pontapé de saída desta primeira unidade de execução é requalificar este espaço [Largo do Infante], integrado na frente mar da Horta, o Largo das Angústias e o parque de estacionamento na Rua de São João", explicou o presidente do município, José Leonardo Silva, durante a cerimónia de assinatura do auto de consignação da obra.

A primeira fase da obra, orçada em cerca de 1,4 milhões de euros, tem um prazo de execução de 300 dias, embora toda a requalificação da frente-mar (uma das maiores obras de sempre da autarquia), preveja outras quatro fases, num montante total de investimento da ordem dos 10 milhões de euros.

"Esta obra não é uma obra do presidente da Câmara, nem da Câmara Municipal, mas é uma obra de aspiração de muitos faialenses", ressalvou José Leonardo Silva, adiantando que o intuito da intervenção é "melhorar o parque de visitas" da cidade e modernizar a marginal, no sentido de virar a cidade "para o mar".

A obra de requalificação da frente-mar da cidade da Horta contempla intervenções em cerca de uma dezena de artérias da cidade, a construção de um jardim junto ao mar e a criação de parques de estacionamento, num total de 42 projetos de intervenção que, segundo o município, vão permitir criar mais emprego e dar um novo impulso à economia local.

Além das obras de requalificação dos espaços públicos, a autarquia faialense espera que os proprietários das moradias situadas junto das zonas intervencionadas, aproveitem a oportunidade para reabilitar também o parque habitacional.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.