Sociedade

Novo sistema vai avaliar funcionários, dirigentes e serviços públicos


 

Lusa/AO online   Regional   27 de Ago de 2008, 11:37

Os funcionários, dirigentes e os próprios serviços da Administração Pública dos Açores vão passar a ser avaliados por um novo sistema integrado publicado no Diário da República.
    O decreto legislativo regional que criou o Sistema Integrado de Gestão e Avaliação do Desempenho na Administração Pública Regional dos Açores (SIADAPRA) foi aprovado, em Junho, no Parlamento açoriano.

    Proposto pelo Governo açoriano e alvo de negociações com os sindicatos, o novo sistema abrange os funcionários, dirigentes de nível superior e intermédio e os serviços da administração directa e indirecta.

    Este novo sistema pretende contribuir para a “melhoria do desempenho e qualidade de serviço da administração pública regional dos Açores, para a coerência e harmonia da acção dos organismos, dirigentes e trabalhadores e para a promoção da sua motivação profissional e desenvolvimento de competências”, refere o diploma.

    O SIADAPRA prevê três subsistemas, um para a avaliação dos serviços, o segundo para avaliar o desempenho dos dirigentes e o terceiro destinado a avaliar os restantes trabalhadores.

    Num primeiro nível, o SIADAPRA vai permitir a avaliação dos serviços, definindo a missão, os objectivos estratégicos e operacionais, os indicadores de desempenho e o grau de realização dos resultados obtidos, que se vão traduzir numa avaliação do desempenho anual do serviço.

    Num segundo, o sistema de avaliação incidirá sobre os dirigentes intermédios e superiores, permitindo escrutinar os progressos concretizados e, por fim, a um terceiro nível, o SIADAPRA tratará da avaliação dos trabalhadores, com base na ponderação dos resultados obtidos e na concretização dos objectivos individuais.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.