Município de Ponta Delgada assegura publicação da revista Insulana

Município de Ponta Delgada assegura publicação da revista Insulana

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   5 de Dez de 2018, 16:02

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada enalteceu, na terça-feira, a história “rica e enriquecedora do Instituto Cultural de Ponta Delgada com grande relevo não apenas para Ponta Delgada, mas para os Açores e para Portugal” e congratulou-se com o legado “que ao longo destes anos nos deixou e que merece registo de reconhecimento e louvor público”. Uma história construída por pessoas do “mais elevado gabarito intelectual”, elogiou, referindo-se aos seus fundadores e aos atuais dirigentes.

José Manuel Bolieiro, que falava na sessão comemorativa do 75.º aniversário do Instituto Cultural de Ponta Delgada, destacou a importante parceria entre o Município de Ponta Delgada e a instituição e que “dá nota de um registo do que fomos e do que somos”, adianta nota de imprensa.

Refira-se que o protocolo assinado em dezembro do ano passado “não só resolve uma situação de pretérito que está omissa, como assegura, para futuro, uma continuidade regular da publicação e da edição da Insulana” e, assim, “não deixaremos cair a riqueza do histórico e do legado do Instituto”, frisou.

A Insulana é uma revista de cultura açoriana, órgão do Instituto Cultural de Ponta Delgada. Possui publicação corrente desde 1944, com periodicidade anual. Ao longo das décadas tem apresentado um conteúdo eclético, tendo como fio condutor as atividades do Instituto e as temáticas de raiz açoriana. Entre as matérias publicadas destacam-se temas da história e da etnografia, estudos biográficos, variados ensaios literários, filosóficos e artísticos, assim como ficção e poesia de diversos autores açorianos ou versando temática açoriana.

O edil, de olhos postos no futuro, concluiu que “muito foi feito e muito se pode continuar a fazer”, desejando longa vida ao ICPD, fundado em 1943, uma das mais profícuas instituições culturais de Ponta Delgada.

O reconhecimento do município de Ponta Delgada para com o Instituto Cultural de Ponta Delgada foi expresso, também, em 2003 com a atribuição da Medalha de Mérito Municipal.

Henrique de Aguiar Rodrigues, presidente do ICPD, na sua intervenção lembrou o percurso da instituição e salientou a sua importância, nomeadamente através da publicação de obras de referência e algumas inéditas, e a sua capacidade de adaptação aos tempos modernos.

Sofia Lapa foi a conferencista convidada, com uma apresentação sobre as “Políticas Culturais no lustro 1946-1950 no Distrito Autónomo de Ponta Delgada”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.