Mulher de 61 anos dá à luz a neta e torna-se a mãe mais velha no Japão


 

Lusa / AO online   Internacional   24 de Ago de 2008, 12:08

Uma mulher de 61 anos tornou-se na japonesa mais velha a dar à luz, depois de servir de mãe de aluguer para a sua filha estéril, noticiou sábado a imprensa nipónica.
    A mulher ficou grávida com 60 anos e deu à luz a sua neta aos 61, batendo o recorde anterior de outras duas mulheres japonesas de 60 anos, que foram mães depois de uma doação de óvulos e um processo de fertilização.

    O diretor da maternidade de Suwa, Yahiro Netsu, assegurou que a mulher e a criança encontram-se bem de saúde.

    Em Abril, o Conselho de Ciência do Japão pediu a proibição de gestações de aluguer e sugeriu que casais e médicos envolvidos neste tipo de procedimentos fossem punidos.

    Yahiro Netsu ressalvou que as mães de aluguer são muitas vezes a única esperança para as mulheres estéreis que desejam ter um filho.

    O Ministério da Saúde japonês, a Associação japonesa de Obstetrícia e o Conselho de Ginecologia e Ciência do Japão são contra este tipo de procedimentos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.