Açoriano Oriental
Motorista envolvido no incidente com passageira na Amadora foi agredido em Massamá

O motorista da empresa Vimeca que no domingo chamou um agente da PSP, após desentendimentos com uma passageira, foi agredido “com alguma gravidade” na noite de sexta-feira em Massamá, concelho de Sintra (Lisboa), disse à Lusa fonte policial.


Autor: AO Online/ Lusa

A agressão desta noite ocorreu quando o motorista estacionou o autocarro na paragem de Massamá e se preparava para fazer um novo percurso.

“Não houve recurso a arma branca nem de fogo, mas, sim, força física”, adiantou à Lusa o intendente Nuno Carocha.

O motorista foi transportado para o hospital Amadora-Sintra com ferimentos de “alguma gravidade”, acrescentou.

A PSP encontra-se no local e “já referenciou algumas pessoas”, adiantou o porta-voz.

No domingo, Cláudia Simões, de 42 anos e mãe de quatro filhos, foi detida numa paragem de autocarro, na Amadora, depois de um desentendimento com o motorista do autocarro, hoje agredido, supostamente porque a filha não transportava o passe.

Segundo o relato de Cláudia Simões, o motorista chamou um agente da PSP que ali passava, tendo sido abordada “agressivamente” e o seu telemóvel foi atirado para o chão.

A mulher, que, entretanto, foi constituída arguida, contou que sofreu agressões num carro da PSP, onde garante ter sido esmurrada e alvo de ofensas verbais antes de ser assistida no hospital Fernando Fonseca, na Amadora.

Na quarta-feira o ministro da Administração Interna (MAI) ordenou a abertura de um inquérito sobre a atuação policial no caso da detenção de Cláudia Simões que resultou numa denúncia contra o polícia de serviço.

Vários partidos já pediram esclarecimentos ao MAI sobre a atuação policial nesta situação e na segunda-feira a PSP já tinha anunciado a abertura de um processo de averiguações na sequência da denúncia apresentada pela mulher contra o polícia.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.