Menos cirurgias e obesos que esperam mais de um ano por uma consulta

Menos cirurgias e obesos que esperam mais de um ano por uma consulta

 

Lusa/AO online   Nacional   26 de Dez de 2013, 16:10

O fim do Programa de Tratamento Cirúrgico de Obesidade, criado há quatro anos e extinto em 2012, levou à redução de um terço destas cirurgias, existindo doentes que esperam mais de um ano por uma consulta, denunciam os doentes.

Anunciado há quatro anos, o programa começou em 2010 e previa a realização de 2.500 cirurgias de tratamento da obesidade por ano nos 19 hospitais públicos e nos centros privados autorizados.

O programa ficou aquém dos objetivos, cumprindo cerca de 70 por cento das cirurgias previstas, mas ainda assim contribuiu para a diminuição das listas de espera que na altura existiam, segundo o presidente da Associação de Doentes Obesos e Ex-obesos De Portugal (Adexo).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.