Sociedade

Menores em risco podem ser sinalizados na internet

Menores em risco podem ser sinalizados na internet

 

Lusa / AO online   Regional   17 de Nov de 2009, 14:59

A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) da Ribeira Grande, Açores, disponibiliza a partir de quinta-feira uma ficha de sinalização na Internet, onde podem ser denunciadas situações de risco envolvendo menores do concelho, anunciou esta terça-feira a Comissão.
"É uma ferramenta importante para facilitar a identificação [de casos] e uma forma de alertar a sociedade para uma acção mais interventiva na promoção e protecção dos direitos das crianças e jovens", afirmou Rui Tavares, presidente da comissão, em declarações à Lusa.

Esta nova ferramenta está incluída no site na Internet que a CPCJ/Ribeira Grande apresenta quinta-feira, onde estará disponível uma ficha de sinalização de situações de menores em risco.

"Qualquer cidadão pode denunciar de forma anónima uma situação de perigo iminente de um menor remetendo a ficha por correio electrónico, fax ou correio para a comissão", salientou Rui Tavares, acrescentando que se trata de uma ficha "muito completa, que permitirá aferir se o menor já foi alvo de uma intervenção anterior".

A situação denunciada será posteriormente alvo de uma análise e diagnóstico por parte da comissão.

O novo site disponibilizará também uma ficha onde pode ser reportada uma situação de perigo imediato, nomeadamente na via pública, que careça de uma intervenção urgente.

A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens da Ribeira Grande acompanhou, entre Janeiro e Outubro deste ano, 720 menores do concelho, dos quais cerca de 200 eram novos casos.

No ano passado, a comissão acompanhou 682 menores, 262 dos quais referentes a novos processos.

A maioria dos casos acompanhados, segundo Rui Tavares, refere-se a situações de "negligência na saúde e educação, maus-tratos físicos e psicológicos e abandono escolar".

"As zonas do concelho com maior incidência de casos são Rabo de Peixe, Matriz e Ribeirinha", afirmou, salientando que a maior parte das denúncias partem das unidades de saúde, das escolas e da PSP.

O lançamento do novo site na Internet terá lugar durante o I Fórum Infanto-Juvenil, que vai decorrer durante dois dias na Ribeira Grande, numa iniciativa da comissão de protecção de crianças e jovens deste concelho da costa norte de S. Miguel.

O encontro pretende promover a reflexão sobre as problemáticas mais prevalecentes no concelho relacionadas com as crianças e jovens em risco e repensar as estratégias de intervenção.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.