Greve Geral

Medidas de austeridade são "muito dolorosas" mas necessárias

Medidas de austeridade são "muito dolorosas" mas necessárias

 

Lusa/AO online   Economia   24 de Nov de 2011, 09:47

A Comissão Europeia admitiu que as medidas de austeridade em Portugal são "muito dolorosas" mas alertou para a necessidade das mesmas para garantir ao país "um melhor futuro".
Questionado em Bruxelas sobre a greve geral que hoje decorre em Portugal contra as medidas de austeridade, um porta-voz do executivo comunitário lembrou que estas não são aplicadas para "enfraquecer" a economia portuguesa, antes para garantir a sua "sustentabilidade" e providenciar um melhor futuro para o país e os portugueses.

A greve de hoje foi marcada após o Governo ter anunciado novas medidas de austeridade, nomeadamente a suspensão dos subsídios de férias e de Natal na função pública, assim como o aumento do tempo de trabalho no sector privado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.