"Médicos ameaçam deixar de fazer urgências nos centros de saúde" é a manchete do Açoriano Oriental

"Médicos ameaçam deixar de fazer urgências nos centros de saúde" é a manchete do Açoriano Oriental

 

Açoriano Oriental   Regional   18 de Nov de 2013, 23:00

A manchete destaca que a continuidade das escalas nas urgências será decidida esta terça-feira numa reunião entre o secretário e a Unidade de Saúde de São Miguel.

A primeira página noticia que a incineração de resíduos vai avançar com parceria pública ou privada em São Miguel; que o desemprego - neste caso com destaque fotográfico - já afeta 39,1% dos jovens até aos 24 anos; e ainda que as autarquias contraíram empréstimos de 16,7 ME para pagar dívidas. "Estrangeiros levantaram 13 ME nos multibancos dos Açores no terceiro trimestre", "Azorina fecha ano de 2012 com dívidas de 128 mil euros ao Fisco e à Segurança Social", "Portugal discute hoje na Suécia presença no Mundial 2014" e "Iniciados do São Roque vencem 'Pauleta' por 5-0" (Craques de Palmo e Meio) são os outros títulos de capa do Açoriano Oriental.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.