Exames nacionais

Média positiva a Matemática em 96% das escolas


 

Lusa/AOonline   Nacional   29 de Out de 2008, 11:14

Noventa e seis por cento das escolas públicas e privadas obtiveram média positiva na primeira fase do exame nacional de Matemática do 12º ano, mais 31 pontos percentuais do que em 2007.
Já na principal prova de Português (Português B do 12º ano), 74 por cento das escolas alcançaram média positiva, um resultado muito inferior ao de 2007, quando 90 por cento dos estabelecimentos de ensino ficaram acima dos 9,5 valores.

    Havia expectativas sobre a melhoria das classificações a Matemática, uma vez que a média nacional alcançada nas mais de 30 mil provas realizadas na primeira fase por alunos internos fixou-se nos 14 valores. No ano anterior tinha chegado pela primeira vez à positiva.

    No conjunto dos exames nacionais do secundário, quase 90 por cento das escolas conseguiram média positiva na primeira fase das provas, um resultado muito superior ao de 2007, quando 66 por cento dos estabelecimentos de ensino ultrapassaram os 9,5 valores.

    Segundo os resultados dos exames a 20 disciplinas seleccionadas pela Lusa (com base no maior número de provas realizadas na primeira fase por alunos internos), divulgados terça-feira pelo Ministério da Educação, 533 das 610 escolas públicas e privadas tiveram média positiva nos exames do secundário, o que representa 87 por cento dos estabelecimentos de ensino.

    Este ano, as dez escolas com a melhor média são todas privadas, tanto na lista de classificações que considera todas os estabelecimentos de ensino como na que tem apenas em consideração aqueles onde se fizeram pelo menos 100 exames.

    A Academia de Música de Santa Cecília, um colégio privado de Lisboa, obteve a melhor classificação, com uma média de 16,04 valores nas 55 provas aí realizadas.

    Entre as escolas públicas, a Secundária Infanta Dona Maria, em Coimbra, é a que tem a melhor média na primeira fase dos exames nacionais, um feito já alcançado no ano passado. Os alunos obtiveram uma média de 13,73 valores (numa escala de zero a vinte).

    No conjunto das 20 provas seleccionadas pela Lusa, Espanhol obteve a melhor média, com 15,31 valores, seguida de Matemática A, cadeira que habitualmente apresenta maus resultados, mas que este ano regista uma média de 13,95.

    Já o exame de Física e Química A, com apenas 9,72 valores, teve a pior média.

    Por distritos, Lisboa volta a apresentar a média mais alta na primeira fase dos exames nacionais do secundário, com 11,58, o que representa uma quebra de 1,76 valores relativamente a 2007.

    A pior prestação volta a ser apresentada pelos alunos do distrito de Portalegre, com uma média de 9,89, o que se repete desde 2004.

    Para tratar os resultados da primeira fase dos exames nacionais do secundário divulgados terça-feira pelo Ministério da Educação, a Lusa fez um cálculo da média das classificações a 20 das 29 disciplinas sujeitas a exame nacional na primeira fase e contemplou apenas os alunos internos.

    As 20 disciplinas foram escolhidas pela agência Lusa com base no maior número de provas realizadas por alunos internos na primeira fase, segundo dados do ME: Português, Biologia e Geologia, Matemática A, Física e Química A, Geografia A, História A, Matemática Aplicada às Ciências Sociais, Economia A, Geometria Descritiva A, Desenho A, Matemática B, História da Cultura e das Artes, Aplicações Informáticas B, Alemão (iniciação-bienal), Literatura Portuguesa, Francês (continuação-trienal), Espanhol (iniciação-bienal), História B, Latim A e Francês (continuação-bienal).

    Na análise dos dados foram elaboradas duas tabelas, uma com todos os estabelecimentos de ensino e outra em que são apenas contabilizadas as escolas onde se realizaram pelo menos cem provas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.