Mau tempo impede deslocação de Paulo Portas ao Corvo

Mau tempo impede deslocação de Paulo Portas ao Corvo

 

Lusa/AO online   Regional   22 de Set de 2008, 08:32

O mau tempo que se faz sentir no Grupo Ocidental dos Açores, com ventos fortes e ondulação de três a quatro metros, impediu hoje a deslocação do líder nacional do CDS/PP à ilha do Corvo.
Paulo Portas, que está a efectuar uma visita de quatro dias aos Açores, pretendia realizar hoje a ligação marítima entre as Flores e o Corvo (10 milhas náuticas), no novo barco de transporte de passageiros, inaugurado pelo Governo açoriano na passada semana.

    A nova embarcação, cabinada, pesa cerca de 14 toneladas e tem capacidade para transportar 12 pessoas, mas apesar de oferecer melhores condições de segurança e conforto aos passageiros, dificilmente pode efectuar a travessia debaixo destas condições climatéricas.

    "O Grupo Ocidental tem estas particularidades, e desta vez o CDS/PP foi vítima da meteorologia nas Flores e no Corvo, de modo que não pudemos fazer a viagem para apresentar a nossa lista de candidatos no Corvo", lamentou Artur Lima, líder regional do partido, em declarações aos jornalistas.

    Esta tarde, Paulo Portas deslocou-se à freguesia de Ponta Delgada das Flores, a única da ilha gerida por um autarca democrata-cristão, para vários contactos de rua.

    Na ocasião, Artur Lima apresentou uma proposta, que pretende levar ao Parlamento na próxima legislatura, que prevê a criação de "ajudas técnicas" para pessoas portadoras de deficiência.

    "Trata-se de uma medida que já existe no Continente, e que determina um apoio adicional para a compra, por exemplo, de ecrãs de computador de maiores dimensões ou de teclados específicos para invisuais", explicou.

    Durante esta deslocação a Ponta Delgada, Paulo Portas e Artur Lima contactaram com diversos cidadãos, alguns dos quais à saída da missa e o líder nacional do partido ainda teve tempo para jogar uma partida de matraquilhos num café local.

    A comitiva de Paulo Portas aguarda pela melhoria do tempo para tentar avaliar se ainda é possível realizar a deslocação ao Corvo na manhã de segunda-feira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.