Marinha canadiana detecta erupção «catastrófica» de vulcão em ilha do Mar Vermelho


 

Lusa/AO   Internacional   1 de Out de 2007, 06:05

Um vulcão "catastrófico" irrompeu numa pequena ilha junto à costa do Iémen, no Mar Vermelho, lançando para o ar lava e cinzas a dezenas de metros, reportou no domingo um navio da Marinha canadiana próximo do local.
O Governo iemenita solicitou ajuda das forças da NATO para localizar sobreviventes.

    Ken Allan, um porta-voz das Forças Armadas canadianas disse que uma esquadra da NATO ao largo das águas territoriais da ilha de Jazirt Atta-Ir indicou a existência de uma "erupção vulcânica catastrófica" às 19:00 locais (16:00 TMG) de domingo.

    A ilha, com três quilómetros de comprimento, encontra-se a 115 quilómetros da costa do Iémen.

    "Neste momento, toda a ilha está coberta de lava e magma que vai escorrendo para o mar. Não temos confirmação de quantas pessoas estavam na ilha no momento da erupção", informou Allan por e-mail.

    "A lava está a ser projectada a dezenas de metros de altura, com as cinzas vulcânicas a atingirem os 300 metros", disse Allan.

    As Forças Armadas canadianas informaram estarem a tentar localizar nove pessoas que se julga encontrarem-se no mar nas imediações do vulcão, quando a guarda costeira iemenita solicitou apoio.

    A esquadra da NATO estava a navegar em direcção ao Canal do Suez quando detectou a erupção.

    O Governo do Iémen solicitou ajuda na busca de sobreviventes e o navio HMCS Toronto, que se encontrava mais perto do local, está a dirigir-se para a ilha.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.