Açoriano Oriental
Marcelo caminhou no Corvo contra "boato" de que nos Açores faz sempre mau tempo

As primeiras horas do Presidente da República no Corvo, a propósito da entrada em 2020, incluíram uma caminhada à chuva e ao frio, mas a ideia de que nos Açores o mau tempo é constante é apenas "um boato".

article.title

Foto: EDUARDO COSTA/LUSA
Autor: AO Online/ Lusa

"É um boato, esta ideia de que os Açores têm necessariamente mau tempo", dizia Marcelo Rebelo de Sousa quando aterrou na aerogare da mais pequena ilha dos Açores, ao começo da tarde de hoje.

Uma das primeiras paragens do chefe de Estado foi a tradicional vista para o caldeirão da ilha, mas o nevoeiro impediu qualquer avistamento do monumento natural: sem hesitar, e depois de tomar um copo de um tradicional licor açoriano, Marcelo Rebelo de Sousa e sua comitiva fizeram sentido inverso até à vila, mas a pé.

"Preciso de caminhar seis quilómetros por dia. Hoje ainda só fiz 800 metros", declarou, dirigindo-se, entre outros, ao presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro.

Por entre frio, nevoeiro e algumas vacas, a comitiva desceu a pé cerca de dois quilómetros até voltar a entrar nas carrinhas de apoio logístico.

Novamente na vila, Marcelo justificou a passagem de ano no Corvo com o ter "sempre no seu pensamento e coração todos os portugueses, estejam longe ou estejam perto".

E prosseguiu: "Sabemos o que quem vive aqui passa, e muitas vezes quem vive noutras partes de Portugal não tem isso em mente, a coragem que é preciso para viver aqui ao longo dos séculos e vencer as dificuldades".

Depois, o Presidente da República quis ir às compras, procurando incentivar o comércio local.

Numa mercearia perto da escola onde de noite vai decorrer o jantar de Ano Novo, Marcelo comprou manteiga, queijo da ilha das Flores e diversos licores da região.

Sobre a viagem de avião entre a Terceira e o Corvo, que correu o risco de não se realizar devido ao mau tempo, foi perentório: "Não tenho medo dessas coisas. Correu muito bem a vinda das Lajes para aqui, a aterragem correu muitíssimo bem. [A passagem de ano no Corvo] É uma promessa que tem de ser cumprida, e só não seria se fosse totalmente impossível".

Este ano, e pela primeira vez, a mensagem de Ano Novo do Presidente da República é transmitida a partir do Corvo, nos Açores, onde Marcelo Rebelo de Sousa faz a sua passagem de ano, com os habitantes da ilha açoriana, a 1.890 quilómetros de Lisboa.

Eleito em 24 de janeiro de 2016, Marcelo Rebelo de Sousa tomou posse em 09 de março e fez a sua primeira mensagem aos portugueses, através da televisão, em 01 de janeiro de 2017.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.