Futebol / Selecção Nacional

Makukula substitui Nuno Gomes no Cazaquistão


 

Lusa / AO online   Futebol   14 de Out de 2007, 11:43

O avançado Ariza Makukula foi convocado por Luiz Felipe Scolari para substituir o lesionado Nuno Gomes na selecção portuguesa de futebol e viaja hoje para o Cazaquistão, disse à Agência Lusa o presidente do Marítimo, Carlos Pereira.
    Makukula, que representou Portugal nas selecções jovens, até aos Sub-21, nasceu há 26 anos na República Democrática do Congo e tem dupla nacionalidade portuguesa e congolesa, mas Carlos Pereira frisou que o avançado do Marítimo “nunca rejeitou” a equipa das “quinas”.

    “Face à sua não utilização e ao sentimento que ainda tem pela República Democrática do Congo, a não ser uma opção para a selecção portuguesa, ele pôs a hipótese de um dia representar a República Democrática do Congo. Nunca rejeitou a selecção portuguesa, que representou muitas vezes”, disse.

    Depois de ter representado o Vitória de Guimarães em 1999/2000, Makukula fez a sua carreira ao serviço de clubes espanhóis e franceses, tendo regressado este ano a Portugal para alinhar pelo Marítimo.

    Em França representou o FC Nantes (2002/03), enquanto em Espanha jogou no Salamanca (2000/02), com um empréstimo ao Leganés (2000/01), Valladolid (2003/04), Sevilha FC (2004/06) e Ginmàstic de Tarragona (2006/07).

    Ariza Makukula rende na selecção o avançado do Benfica Nuno Gomes, que sábado estava inscrito como titular na ficha do jogo com o Azerbaijão, do Grupo A de qualificação para o Euro2008, mas lesionou-se no adutor direito durante o aquecimento e nem sequer foi para o banco de suplentes.

    Luiz Felipe Scolari só tinha levado dois pontas-de-lança para o duplo compromisso no Azerbaijão e Cazaquistão: em Baku, perante a lesão de Nuno Gomes, a titularidade pertenceu a Hugo Almeida, do Werder Bremen, que se estreou a marcar pela selecção “AA” ao apontar o segundo golo da vitória por 2-0.

    Nuno Gomes foi submetido a uma ecografia e, segundo o médico Henrique Jones, “do ponto de vista clínico”, apresenta “uma lesão muscular que o impede de participar no jogo no Cazaquistão”, que se disputa quarta-feira, às 20:00 (15:00 em Lisboa).

    “Desta forma, o departamento médico considerou-o inapto. Tudo o que se segue a esta situação terá a ver com aspectos técnicos e burocráticos”, disse o médico da selecção.

    Se Nuno Gomes regressa a Lisboa, provavelmente na segunda-feira, Henrique Jones não assegura que o outro lesionado, Simão Sabrosa, já esteja em condições de jogar na quarta-feira, após ter chegado à selecção com uma entorse no tornozelo direito, contraída ao serviço do Atlético de Madrid.

    “Simão tem vindo a melhorar e realiza hoje um teste decisivo, mas tudo aponta para uma evolução, ainda que não a 100 por cento”, afirmou o clínico.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.