Táxi Seguro

Mais de 4800 táxis já aderiram ao programa Táxi Seguro

Mais de 4800 táxis já aderiram ao programa Táxi Seguro

 

Lusa/AO online   Nacional   18 de Nov de 2008, 15:43

O ministro da Administração Interna anunciou que 4855 táxis de Lisboa, Porto e Setúbal já aderiram ao programa "Táxi Seguro", que visa prevenir e combater a violência neste meio de transporte.
Com este programa, os táxis ficam dotados de um equipamento que, em caso de emergência, permite ao taxista accionar um alarme de aviso à PSP.

    "Actualmente estão abrangidos pelo programa 'Táxi Seguro' 4.139 táxis em Lisboa, 260 em Setúbal e 1456 na Área Metropolitana do Porto", afirmou Rui Pereira numa audição da Comissão parlamentar de Orçamento e Finanças para debater a proposta do Orçamento do Ministério da Administração Interna para 2009.

    Rui Pereira respondia ao deputado do PSD Luís Montenegro, que o questionou sobre quantos taxistas aderiram a este programa e quantas autarquias assinaram com o Governo o sistema de vídeovigilância.

    "Tem sido um programa de sucesso que tem estado associado a um objectivo de redução de criminalidade nessa área, que muito nos preocupava", sublinhou o ministro.

    Relativamente à adesão das autarquias aos sistemas de videovigilância, Rui Pereira lembrou que é uma "situação legal" que tem de ter o acordo da Comissão de Protecção de Dados, que dá um parecer vinculativo em relação a esta matéria.

    Segundo o ministro, a Comissão de Protecção de Dados já aprovou o sistema de videovigilância na Baixa histórica do Porto e no Santuário de Fátima.

    "Parcialmente autorizado" está a videovigilância no parque de estacionamento da Praia da Rocha e na Batalha.

    Em preparação estão Faro, Amadora, Estarreja, Sintra e freguesia de São Nicolau em Lisboa, acrescentou.

    Estão ainda a decorrer debates internos sobre a adopção de esquemas de videovigilãncia em várias autarquias, nomeadamente Viseu.

    "A videovigilância está a avançar mas com o respeito pelas regras", sublinhou Rui Pereira, acrescentando que o Ministério da Administração Interna tem dado "todo o apoio" e "incentivo" às autarquias que pretendam ter estes sistemas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.