Açoriano Oriental
Mais de 4 mil sismos registados no Faial

Já foram registados mais de 4000 sismos a oeste da ilha de Faial, com de magnitude entre os 1,0 e os 4,7 na escala de Richter, desde do dia 5 de novembro de 2019 até esta segunda-feira, 13 janeiro 2020.

article.title

Foto: IPMA
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

De acordo com comunicado do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, os eventos de maior magnitude ocorreram no dia 5 de novembro às 6h22 e no dia 18 de dezembro às 8h5, com magnitude 4,6 e 4,7 na escala de Richter, respetivamente.


Da totalidade dos eventos registados, 35 foram sentidos com intensidades máximas, variando de II/III a IV/V na escala Mercalli Modificada, não existindo informação de quaisquer danos.


“A localização do arquipélago dos Açores, na zona de junção tripla das placas litosféricas Norte Americana, Eurasiática e Núbia, confere-lhe características de atividade sísmica intensa”, explica o IPMA.


A zona a oeste da ilha de Faial “é uma das zonas sismogénicas onde são recorrentes períodos de intensa atividade sísmica. Desde a madrugada do dia 5 de novembro de 2019 foi detetado um aumento da frequência horária, com eventos localizados a cerca de 30 km a oeste do Capelo. Esta atividade sísmica mantém-se ainda em curso, embora com menor frequência diária”, adianta o comunicado.


“A manter-se este padrão de sismicidade é expectável que ocorram mais sismos sentidos pela população”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.