Bolsa

Lisboa fecha a cair 2,10% em linha com a Europa


 

Lusa / AO online   Economia   26 de Nov de 2009, 16:05

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI-20, encerrou esta quinta-feira a descer 2,10 por cento, para 8.287,26 pontos, em linha com a Europa, com todas as cotadas em terreno negativo.
Os 20 títulos que integram o PSI-20 encerraram todos no vermelho, com as perdas a oscilarem entre os 4,34 por cento da Mota Engil e os 0,63 por cento da Portugal Telecom, num dia em que foram transaccionados 39 milhões de títulos no montante de 95,9 milhões de euros.

Apesar de ter negociado em terreno negativo, a bolsa nacional registou mesmo assim uma melhor performance relativamente às restantes bolsas europeias que caíram mais de 3,0 por cento, influenciadas pelas noticias relativas aos problemas da dívida no Dubai, num dia em que o mercado norte-americano esteve fechado devido ao feriado do Dia de Acção de Graças.

As perdas foram lideradas pela Mota Engil, que caiu 4,34 por cento para 3,90 euros, depois da empresa liderada por Jorge Coelho ter afirmado que vai parar as obras do Pinhal Interior e que vai processar o Estado.

A auto-estrada adjudicada à construtora viu o Tribunal de Contas recusar o visto prévio, depois de já terem sido investidos mais de 100 milhões de euros na obra.

As suas concorrentes acompanham as descidas, com a Soares da Costa e a Teixeira Duarte a perderem 1,64 por cento por cento e 3,04 por cento, respectivamente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.