Bolsa

Lisboa fecha a acompanhar subidas das congéneres europeias


 

Lusa / AO online   Economia   19 de Out de 2009, 17:05

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI 20, encerrou esta segunda-feira em alta, em linha com as bolsas europeias, a ganhar 0,75 por cento para 8.882,69 pontos, com a Teixeira Duarte em destaque ao avançar mais de 8 por cento.
Das 20 acções que compõem o índice de referência, 16 subiram, uma permaneceu inalterada face à cotação de sexta-feira e três perderam valor, durante uma sessão em que mudaram de mãos quase 47 milhões de títulos, num valor aproximado de 117 milhões de euros.

O desempenho positivo das principais praças europeias é explicado pelos analistas como uma reacção à série de resultados relativos ao terceiro trimestre divulgados por diversas empresas, que saíram acima das previsões dos analistas, bem como à nova vaga de fusões e aquisições que promete animar as bolsas de todo o mundo.

Em Lisboa, a Teixeira Duarte liderou as subidas, avançando 8,3 por cento para 1,21 euros - valor mais alto dos últimos 14 meses -, animada pelas notícias que chegaram do Brasil - e já confirmadas num comunicado enviado à CMVM - que indicam que foi descoberto petróleo numa bacia em cuja exploração participa a Alvorada Petróleo, empresa na qual a construtora portuguesa detém uma posição.

A Sonae Indústria cresceu 4,2 por cento para 2,810 euros, seguida pela Galp Energia que ganhou 2,4 por cento para 12,555 euros, e pela Mota Engil que subiu 2,3 por cento para 4,295 euros.

Também a Jerónimo Martins progrediu mais de 2 por cento para 6,09 euros, surgindo depois a Altri e o BES com ganhos acima de 1 por cento, para 4,1 euros e 5,3 euros, respectivamente.

O Banco BPI, a Portugal Telecom e o BCP cresceram entre 0,875 por cento e 0,85 por cento, para 2,537 euros, 8,08 euros e 1,068 euros, respectivamente.

A Zon Multimédia foi a única acção que terminou o dia inalterada face à cotação de sexta-feira.

No que toca às quedas, a EDP caiu 0,767 por cento para 3,106 euros, acompanhada pela EDP Renováveis que baixou 0,631 por cento para 7,09 euros e pela Sonae SGPS que regrediu 0,103 por cento para 0,966 euros.

A bolsa portuguesa acompanhou o desempenho dos principais mercados europeus que fecharam hoje a valorizar entre os 1,57 por cento de Londres e os 1,82 por cento de Frankfurt.

O Euronext 100 fechou a subir 1,61 por cento para 680,59 pontos, ao passo que o índice DJ Stoxx 50 somou 1,77 por cento para 2.512,21 pontos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.