Liga de Futebol

Lisandro López bisa na vitória dos dragões

Lisandro López bisa na vitória dos dragões

 

Lusa/AO   Futebol   29 de Out de 2007, 20:02

O FC Porto manteve o pleno de vitórias da Liga de futebol após vencer o Leixões por 3-0 na oitava jornada, num jogo que resolveu em oito minutos.
Lisandro López (6 e 79) e Tarik (8) selaram um triunfo que prometeu ser mais expressivo, não fossem os "dragões" privilegiar a gestão do esforço.
Os bicampeões nacionais lideram agora a Liga com 24 pontos, mais oito do que o Benfica e nove que o Sporting, os crónicos rivais na luta pelo título. 
Depois de seis empates consecutivos a abrir o campeonato, o Leixões (mantém o 12º lugar) sofreu a segunda derrota seguida, já que na anterior jornada foi surpreendimento em casa pela Naval.
O FC Porto entrou determinado em resolver cedo e a verdade é que precisou de apenas oito minutos para praticamente sentenciar o desafio, abrindo o activo por Lisandro López (06), que, no entanto, controlou a bola com a mão antes de fuzilar as redes de Beto.
O Leixões nem pôde digerir o tento, pois o marroquino Tarik (08) teve um momento de inspiração ao combinar com Lucho na área para depois fugir ao guarda-redes, evitar defesas e, na pequena área, atirar a contar (2-0).
Os forasteiros só se aproximaram da área de Helton aos 15 minutos, num remate de Ezequias na quina da área que o brasileiro segurou: mais tarde, noutra das raras iniciativas ofensivas, Jorge Gonçalves cruzou para o cabeceamento de Roberto, mas a bola saiu rente ao poste.
Serenos com a vantagem tranquilizadora, os "dragões" dominavam já em ritmo mais lento, mas estiveram perto de marcar de novo em livre de Quaresma (27) e cabeceamento de Bruno Alves (44), mas Beto opôs-se com defesas arrojadas junto à base de cada poste.
O Leixões parecia determinado a vender cara a derrota no segundo tempo, mas, apesar do empenho, foi praticamente inofensivo para Helton, que não viveu qualquer situação de apuro.
Quaresma (51), em remate cruzado na área, quase marcou, mas errou o alvo. Os "azuis e brancos" continuavam a controlar, mas sem pressas, disso se ressentindo claramente a qualidade do espectáculo.
Mesmo assim, num lance de insistência, Quaresma (79) cruzou tranquilamente na linha para a cabeça de Lisandro López, que assim se isolou ainda mais na lista dos marcadores, com oito tentos.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.