Taça de Portugal

Liedson resolve eliminatória em Leiria

Liedson resolve eliminatória em Leiria

 

Lusa/AO online   Futebol   18 de Out de 2008, 21:47

Uma desatenção da defesa da União de Leiria proporcionou hoje ao Sporting a vitória e a passagem à quarta eliminatória da Taça de Portugal em futebol, graças à astúcia do brasileiro Liedson, que estabeleceu o 1-0 final.
Depois da derrota em Alvalade com o FC Porto para o campeonato, há duas semanas, o Sporting apresentou-se em Leiria com cinco alterações para defrontar a equipa da Liga de Honra na terceira ronda da prova.
Tiago, Pedro Silva, Izmailov, Romagnoli e Liedson foram as novidades do treinador Paulo Bento, mas em Leiria a equipa demorou a encontrar a baliza da União e, apesar de dominar sempre, fê-lo com pouca convicção e sem entusiasmar.
Organizado, o conjunto de Paulo Alves jogou alguns furos acima do que tem feito, pressionando a meio campo, acertando nas trocas de bola e apostando na velocidade de Ouattara para incomodar Tiago, mas esteve longe da equipa que, em Abril deste ano, derrotou o Sporting em Leiria por 4-1, na Liga de 2007/2008.
O avançado do Burkina-Faso até conseguiu o primeiro remate do jogo, aos 12 minutos, mas a figura da primeira parte foi Liedson. No regresso à titularidade, o avançado dos "leões" desestabilizou a defesa leiriense com a sua movimentação.
Aos 24 minutos, o Sporting deixou o primeiro aviso, com um remate de Polga à barra, tendo Hélder Postiga efectuado a recarga vitoriosa, mas o lance foi anulado por fora-de-jogo do avançado "leonino".
Seis minutos depois, aos 30, os "leões" chegaram à vantagem, de forma caricata: Liedson tentou furar à entrada da área, caiu, mas os defesas locais pararam e o avançado brasileiro levantou-se rapidamente e aproveitou para marcar o único golo do jogo.
A União de Leiria manteve o mesmo ritmo e, até ao intervalo, o Sporting podia ter dilatado o resultado, por Postiga e Polga.
O Sporting viu a União de Leiria regressar do intervalo com um pouco mais ambição, mas a mesma ineficácia e o segundo golo dos sportinguistas esteve próximo aos 55 minutos, quando Fernando defendeu bem um cabeceamento de Tonel, que parecia ter como destino certo o fundo da baliza.
Sem forçar o ritmo, o Sporting fazia o necessário para segurar a vantagem, sem sequer precisar de muito esforço defensivo, pois a União de Leiria foi sempre presa fácil para os "leões".
Já o Sporting, apesar da vitória, mostrou pouca pontaria. Num dia bom, teria saído de Leiria com uma goleada.
Derlei, aos 88 minutos, e Liedson, já no período de compensação, tiveram nos pés o segundo golo, mas, isolados perante Fernando - o melhor em campo -, permitiram a defesa ao guarda-redes leiriense.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.