Levantado o estado de emergência na Geórgia


 

Lusa / AO online   Internacional   16 de Nov de 2007, 14:34

O estado de emergência em vigor na Geórgia foi levantado às 15h00 (hora de Lisboa), no mesmo dia em que o Presidente Mikhail Saakachvili prometeu à oposição acesso aos «media» nas eleições presidenciais antecipadas.
“O estado de emergência foi levantado e, a partir de agora, a situação voltou à normalidade”, declarou o ministro do Interior georgiano, Uta Utuachvili.

O Presidente da Geórgia decretou o estado de emergência de 15 dias a 07 Novembro, após a repressão de uma manifestação da oposição, que pedia a sua demissão e eleições legislativas antecipadas.

No dia seguinte, Saakachvili anunciou a realização de eleições presidenciais antecipadas para 5 de Janeiro.

Sobre a campanha eleitoral, o Presidente declarou hoje que “todas as forças políticas, a oposição, todos os cidadãos vão ter a possibilidade de fazer as suas actividades políticas na campanha eleitoral, incluindo o acesso à imprensa independente e aos canais de televisão”.

“Hoje, a vida na Geórgia volta à normalidade e decidimos levantar o estado de emergência. Anulámos estas restrições, que eram mínimas”, acrescentou Saakachvili no aeroporto de Tbilisi, antes de partir para Batumi, em Adjarie, uma província da Geórgia.

Entretanto, o candidato da oposição às presidenciais, Levan Gatchétchiladzé, apelou às autoridades para que autorizem a continuação das transmissões do canal televisivo da oposição, Imedi TV, interrompidas a 07 Novembro, alegando que sem isso o escrutínio não poderá ser “democrático”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.