Jovens criam selo nacional em parceria com os CTT


 

Lusa/AO online   Regional   10 de Out de 2011, 16:20

Um grupo de alunos das Escolas Básicas Integradas Canto da Maia e dos Arrifes, em Ponta Delgada, Açores, começaram hoje a desenhar a maqueta de um selo nacional, numa iniciativa integrada no projeto 'Enlace', do Núcleo de Educação Especial.

"Quisemos dar a conhecer esta parceria com o programa 'Enlace', que temos apadrinhado e convidamos estas crianças para tomarem conhecimento com o mundo postal", afirmou Fátima Albergaria, diretora dos CTT nos Açores, em declarações aos jornalistas, acrescentando que o desenho feito pelos alunos vai ser utilizado na produção de um selo que vai "circular no Continente, nos Açores e na Madeira".

Fátima Albergaria, que falava à margem das comemorações do Dia Mundial dos Correios, salientou ainda a importância de permitir aos jovens que iniciem a comunicação "através de carta ou de postal", numa referência ao facto de os alunos que hoje estiveram na Estação dos CTT de Antero de Quental, em Ponta Delgada, terem também desenhado um postal que depois enviaram a um amigo.

Relativamente ao projeto educativo 'Enlace', Amélia Botelho, coordenadora do Núcleo de Educação Especial da EBI Canto da Maia, salientou que pretende "uma pedagogia diferenciada", destacando a "criação de cinco espaços, entre os quais um centro de artes e ofícios, uma loja de empreendedorismo e uma agência de noticias".

Por seu lado, Soares Rodrigues, representante do Conselho de Administração dos CTT, salientou a importância da "ligação da empresa à comunidade", no caso concreto aos jovens, através da parceria com este projeto educativo.

“Os correios são um serviço público mundial de valor inestimável”, frisou, referindo a aposta dos CTT nas áreas ambiental e da sustentabilidade, numa linha de "preocupação com a responsabilidade social" da empresa.

Nesta cerimónia, o diretor regional da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Paulo Menezes, destacou o papel que os CTT têm na região, nomeadamente "na aproximação da comunidade de emigrantes aos Açores", mas também ao nível das comunicações, uma área "importante" num arquipélago.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.