José Sócrates recebido com apupos no "regresso à escola"

José Sócrates recebido com apupos no "regresso à escola"

 

Lusa / AO online   Nacional   9 de Out de 2007, 16:22

O primeiro-ministro, José Sócrates, foi hoje recebido com apupos de mais de uma centena de pessoas, entre os quais muitos dirigentes sindicais, à sua chegada a uma escola da Covilhã.
    Perante os alunos da Escola Secundária Frei Heitor Pinto, onde decorre uma sessão sobre a União Europeia, o primeiro-ministro disse que "a democracia faz-se assim: há quem aplauda, há quem assobie".

    A sessão, integrada na iniciativa "Regresso à Escola", promovida pela União Europeia, decorria normalmente cerca das 17:00, enquanto no exterior se mantinham algumas pessoas em protesto.

    A deslocação de José Sócrates está envolvida em polémica depois de, na segunda-feira, o Sindicato dos Professores da Região Centro ter decidido apresentar queixa após a visita de agentes da PSP à delegação do sindicato na Covilhã, classificando a acção como "intimidatória" e "deplorável", alegando que os polícias pediram informações sobre os protestos de hoje e alertaram para o uso de linguagem que não fosse atentatória da integridade pessoal.

    A denúncia do SPRC levou o ministro da Administração Interna, Rui Pereira, a instaurar um processo de averiguações para apurar os factos ocorridos na Covilhã e suscitou reacções por parte do Sindicato dos Profissionais de Polícia, que considerou que a PSP está a ser "o bode expiatório da hostilidade dos sindicatos para com o primeiro-ministro".

    Também o secretário-geral da CGTP-IN, Carvalho da Silva, classificou a visita dos agentes policiais à sede sindical dos professores como "um atentado claro e inequívoco à democracia".
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.