Açoriano Oriental
João Henriques quer Santa Clara “organizado, competente e competitivo” frente ao FC Porto

O treinador do Santa Clara disse querer apresentar uma equipa organizada, competente e competitiva frente ao FC Porto, na Taça de Portugal de futebol, e recuperar a "essência da equipa", depois do desaire frente ao Sporting.

João Henriques quer Santa Clara “organizado, competente e competitivo” frente ao FC Porto

Autor: Lusa/AO Online

"Primeiro, esta premissa: voltar a ser aquilo que somos, a nossa essência, que é reconhecida por toda a gente. Organizados, competentes, competitivos. São as palavras que nós precisamos para enfrentar adversário difícil, numa competição diferente, onde já igualámos o melhor registo do Santa Clara, mas vamos querer melhorar", afirmou João Henriques, na antevisão ao jogo da Taça que se irá disputar no estádio do Dragão, no Porto.

O treinador dos açorianos afirmou que, apesar de ter pela frente uma "equipa supercompetente", o Santa Clara pretende "discutir a eliminatória até ao fim".

"Se formos isso [organizados, competentes e competitivos] naturalmente o resultado vai ser discutido até ao fim. É isso que queremos, discutir a eliminatória com o FC Porto", afirmou.

O Santa Clara vai enfrentar o FC Porto para os oitavos de final da Taça de Portugal, três dias depois de ter sido derrotado por 4-0, frente ao Sporting, para a I Liga.

Considerando que o jogo frente ao Sporting (derrota por 4-0) foi o "pior" desde que orienta o Santa Clara, João Henriques quer aproveitar o encontro frente ao FC Porto para "limpar a imagem" deixada na última partida.

"Queremos dignificar clube e região e limpar a imagem deixada no último jogo, que foi uma equipa que não teve comprometida com aquilo que são as suas ideias e o seu ADN. É o nosso ponto de honra, estamos feridos da nossa dignidade, como profissionais", afirmou.

Nos últimos oito jogos, o Santa Clara só alcançou uma vitória, frente ao Leixões, para a Taça de Portugal (4-1) e soma quatro derrotas, frente a Sporting, Boavista, Benfica e Braga e três empates, com Marítimo, Portimonense e Vitória de Setúbal, mas João Henriques não sente o seu lugar em risco.

"Esta questão nunca é tabu aqui. Somos muito frontais, muito claros, sabemos o que queremos e para onde vamos", afirmou o treinador, assinalando que no clube todos acreditam "no trabalho e no grupo", mostrando-se "tranquilíssimo" quanto ao futuro.

João Henriques também comentou os recentes despedimentos dos treinadores em Portugal (como Vítor Campelos, no Moreirense, ou Lito Vidigal, no Boavista), recordando que, depois de Sérgio Conceição (no FC Porto), os treinadores há mais tempo num clube em Portugal são ele, João Henriques, e António Folha, no Portimonense.

"É triste ver-se isso, penso que já fomos mais exemplo do que somos nesse momento. Até porque somos apenas três [os treinadores] há mais tempo na liga. E eu acho que estou há pouco tempo na liga e no fundo sou o segundo treinador há mais tempo num clube. Acho que isso é triste e ridículo", assinalou.

Santa Clara e Porto vão discutir um lugar nos quartos de final da Taça de Portugal esta quinta-feira, às 18h15, (hora dos Açores) no estádio do Dragão.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.