"Já é tempo do PSD ser mais responsável e de ter mais confiança na capacidade dos açorianos"

"Já é tempo do PSD ser mais responsável e de ter mais confiança na capacidade dos açorianos"

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   22 de Ago de 2019, 17:04

A deputada do PS/Açores na Assembleia da República, Lara Martinho, lamentou as declarações do deputado social democrata António Ventura, no que diz respeito ao AIR Centre.



Em comunicado, a deputada refere que “ lamentamos que, em nome de politiquice político-partidária e na ânsia permanente de falar mal, o deputado António Ventura, não tenha a honestidade política de valorizar este projeto estruturante a médio prazo para a nossa Região”.


Lara Martinho recorda que desde a sua formalização na cimeira da Praia da Vitória, que o AIR Centre foi apresentado como uma rede de infraestruturas científicas que trabalham de forma descentralizada, contribuindo para objetivos comuns.


Além do mais, prossegue a deputada, o Centro Internacional de Investigação do Atlântico surge “como uma entidade não tradicional, cujo objetivo passa por conjugar e otimizar as capacidades instaladas nos diferentes países-membros e com um horizonte temporal de três anos para entrar em velocidade cruzeiro e de dez para uma efetiva consolidação”.


Lara Martinho explicou ainda que, para além da sede da instituição na ilha Terceira, está firmado o “financiamento do Centro de Observação da Terra – ESA@LAB, por um valor de 2,5 milhões de euros”. “Este centro de competências irá gerar, no imediato e no futuro, um conjunto de postos de trabalho altamente qualificados e com instalação física e permanente no TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira”, referiu a socialista.


Por outro lado, a deputada sublinhou a instalação do secretariado do MBON – Marine Biodiversity Observation Network até ao final de 2019 também no AIR Centre.


O AIR Centre integra igualmente vários consórcios, ao nível dos projetos em que está envolvido, em mais de 30 candidaturas a diferentes mecanismos de financiamento, - tal como H2020, INTERREG, EMFF, entre outros.


“Com a previsível aprovação de uma parte substancial destes projetos, uma parte dos mesmos serão desenvolvidos nos Açores envolvendo, naturalmente, equipas científicas açorianas”, reforçou a deputada do PS.


No que diz respeito aos recentes polos do AIR Centre que foram inaugurados no Brasil, nomeadamente no Rio de Janeiro e da Baía, estes “irão contribuir para consolidar a rede e a instituição, projetando-a no Atlântico e reforçando o papel dos Açores como ponto-chave nas relações norte-sul e sul-norte nos domínios da ciência”, explica a deputada do PS/Açores na Assembleia da República.


“Este tipo de crítica e de negação por parte do PSD a projetos estruturantes para a ilha Terceira não é nada de novo, aliás assistimos ainda recentemente a episódios desta natureza em relação a outros projetos, como o caso do Terceira Tech Island, que até hoje já criou mais de 100 postos de trabalho na ilha Terceira. Acredito que o que os açorianos querem é que, todos juntos, defendamos a nossa ilha e os Açores, defendamos projetos que contribuam para o desenvolvimento da nossa terra. Este deve ser o mote de todos os candidatos, este foi, é e será sempre o nosso foco, apresentar o trabalho realizado e as propostas que temos para o futuro da nossa Região”, concluiu a candidata Lara Martinho.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.