Ilhéus são os que menos compram na internet

Ilhéus são os que menos compram na internet

 

Pedro Nunes Lagarto   Regional   6 de Nov de 2009, 10:12

Sete em cada cem açorianos e madeirenses fazem compras na internet, todavia, é  nos arquipélagos que se regista a menor taxa de utilização da rede para encomendas.

O estudo  divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística, ontem, apurou que a nível regional a realização de encomendas pela internet é uma prática mais frequente nas regiões de Lisboa,  do Algarve e do Alentejo  ficando os Açores e  a Madeira na cauda.
Independemente do panorama regional, para a totalidade do país há um dado adquirido: a proporção de indivíduos que efectuam encomendas pela internet  aumentou nos últimos cinco anos.
Só no primeiro trimestre deste ano um em cada dez indivíduos, entre os 16 e os 74 anos, efectuaram encomendas através da internet, correspondendo a 21% dos que utilizam a internet.

Homens compram mais
De um modo geral, o perfil socio-demográfico dos internautas que efectuam encomendas é semelhante ao daqueles que utilizam computador e internet para outros fins.
A excepção encontra-se na análise por escalões etários, no qual o dos 16 aos 24 anos deixa de ser o que apresenta níveis de utilização superiores pois nas encomendas pela internet são os indivíduos dos 25 aos 34 anos os que mais compram.
Por género, apesar de existir uma menor diferença entre homens e mulheres, do que na utilização de computador e Internet, a proporção de homens que efectuam encomendas pela internet é superior à das mulheres em 3,5 pp., contudo, é o grupo das mulheres que apresenta um maior crescimento face a 2008.
O estudo concluiu também que a realização de encomendas pela internet cresce à medida que aumenta o nível de escolaridade completo: é entre os indivíduos com ensino superior que se encontram as taxas mais elevadas com 35% a utilizarem a rede para efectuar encomendas no primeiro trimestre.
Ao nível da condição perante o trabalho, são os estudantes os que mais efectuam encomendas pela Internet.

Cartão de crédito, o preferido
No conjunto das modalidades de pagamento online, a maior parte dos indivíduos que efectuam encomendas prefere utilizar o pagamento online com cartão de crédito. Seguem-se os pagamentos realizados por Internet banking, seja através de transferência bancária com NIB  ou utilizando a modalidade de pagamento de serviços .
Os produtos mais encomendados são as viagens e alojamento  e ainda os livros, revistas, jornais e material de e-learning . 
Seguem-se os bilhetes para espectáculos ou eventos  e  software informático.
De referir ainda que nove em cada dez indivíduos que nunca efectuaram encomendas na internet apresentam como justificação a preferência pelo contacto pessoal com o vendedor e com o produto.
Além destas razões, 57% apresentam  preocupações relacionadas com a segurança dos pagamentos e 53% com a privacidade na rede mundial.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.