Açoriano Oriental
EUA/Eleições
Há cinco lusodescendentes candidatos ao congresso e três têm reeleição à vista

Os lusodescendentes Jim Costa, Devin Nunes e Lori Loureiro Trahan esperam ser reeleitos para a Câmara dos Representantes do congresso norte-americano, sendo mais incerto o resultado das corridas que envolvem David Valadão e Nick Freitas.

Há cinco lusodescendentes candidatos ao congresso e três têm reeleição à vista

Autor: Lusa/AO Online

Freitas concorre pela primeira vez ao congresso e está a tentar ganhar o 7.º distrito da Virginia, que em 2018 passou dos republicanos para o controlo dos democratas.

A plataforma FiveThirtyEight atribui o favoritismo à agora incumbente Abigail Spanberger, que tem uma probabilidade de 79 em 100 de vencer. Em termos percentuais, projeta-se que a democrata receba 53,3% dos votos, contra 46,7% do lusodescendente.

Nick Freitas, até agora membro da legislatura estadual na Virginia, é um forte apoiante do Presidente dos EUA, Donald Trump, que manifestou publicamente o seu apoio ao candidato lusodescendente num distrito que sempre foi mais republicano que democrata.

Em 2016, Trump não conseguiu ganhar o estado da Virginia mas teve uma maioria de votos neste distrito. No entanto, a democrata Abigail Spanberger virou o assento em 2018 com um resultado que surpreendeu os republicanos, à medida que o descontentamento para com o Presidente cresceu no distrito.

No caso de David Gonçalves Valadão, trata-se de uma tentativa de recuperar o assento que tinha pelo 21.º distrito da Califórnia e que perdeu, de forma também surpreendente, nas eleições intercalares de 2018.

Segundo o algoritmo da FiveThirtyEight, a probabilidade de o lusodescendente ganhar é de 44 em 100. Isto significa que o opositor democrata, TJ Cox, é agora considerado ligeiramente favorito para sair vencedor pelo modelo estatístico (probabilidade de 56 em 100), depois de esta corrida ter sido caracterizada como incerta por ter margens demasiado renhidas.

Em termos de voto popular, as sondagens projetam que o lusodescendente David Valadão receba 49,4% dos votos, contra 50,6% de TJ Cox, uma diferença mínima que reflete o pendor conservador do distrito, uma zona do vale de São Joaquim que engloba partes do condado de Kings, Fresno, Kern e Tulare.

Ali perto, no 22.º distrito, o resultado deverá ser o oposto: o republicano lusodescendente Devin Nunes é o claro favorito à vitória, com uma probabilidade de 97 em 100 de suplantar o opositor democrata Phil Arballo numa região conservadora do vale central da Califórnia. A margem do voto popular, de acordo com a FiveThirtyEight, deverá ser de 57,8% para Nunes e 42,2% para Arballo.

Um favoritismo ainda maior (mais de 99 em 100) assegura que Jim Costa, democrata que representa o 16.º distrito da Califórnia, irá ser reeleito contra o oponente republicano Kevin Cookingham. Costa deverá receber 64,9% dos votos.

Dos lusodescendentes que vão a votos para o congresso na eleição de hoje, Lori Loureiro Trahan é a única que não tem opositor, o que garantirá a sua reeleição no 3.º distrito de Massachussetts.

Se todos forem eleitos, passará a haver cinco representantes de origem portuguesa no congresso, três dos quais pela Califórnia, estado que aglomera a maior comunidade luso-americana do país (mais de 346 mil pessoas).

Segundo a Coligação Luso-Americana da Califórnia (CPAC), há pelo menos 111 candidatos lusodescendentes a concorrer aos mais diversos cargos no estado, o que representa um aumento expressivo face aos 83 que se candidataram em 2016.

Cerca de metade dos candidatos corre pela primeira vez, sendo que os restantes procuram ser reeleitos. Os cargos incluem posições nos distritos escolares, autarquias, distritos de irrigação e supervisão dos condados.

Tom Faria, por exemplo, procura ser eleito para presidente da câmara municipal ('mayor') de Los Banos, e Dan Tavares Arriola vai tentar o mesmo na cidade de Tracy, ambas no vale de São Joaquim. Em Union City, na baía de São Francisco, Carol Dutra-Vernaci tentará a reeleição como 'mayor'. Há 25 candidatos ao conselho de várias cidades, como Tulare e Hayward, muitos deles pela primeira vez.

As eleições desta terça-feira, 03 de novembro, incluem não apenas presidência e congresso mas também procuradorias-gerais, cargos autárquicos, lideranças locais e proposições estaduais, que referendam questões tão diversas como impostos, privacidade e emprego.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.